0

Morre a nadadora e estrela de Hollywood Esther Williams

6 jun 2013
18h55

A nadadora e estrela de Hollywood dos anos 1940 e 1950, Esther Williams, morreu esta quinta-feira aos 91 anos em sua casa em Beverly Hills, declarou seu agente à AFP.

Famosa por protagonizar filmes de temas aquáticos, Williams morreu enquanto dormia, contou seu representante Harlan Boll.

Nasceu Esther Jane Williams em Inglewood, Califórnia, perto de Los Angeles, em 8 de agosto de 1921, e começou a nadar aos oito anos.

Aos 15 anos, foi descoberta por um técnico de natação. Em 1933, venceu os 100 metros livre no campeonato mundial com um tempo de 1h09 minutos. Ela disputaria os Jogos Olímpicos de 1940, mas firam cancelados por causa da Segunda Guerra Mundial.

Apesar disso, alcançou o estrelato com seus deslumbrantes musicais com shows aquáticos, uma distração para um público cansado da guerra.

Ela conquistou o público com seu segundo filme, "Escola de Sereias", em 1942, e na década seguinte fez 18 filmes com as quais lotou as salas de cinema com sua graciosidade atlética, seu aspecto sincero e seus glamourosos trajes de banho. Seus filmes arrecadaram cerca de 90 milhões de dólares.

Em "A Rainha do Mar" (1952), que conta a história da campeã de nado sincronizado e defensora do traje de banho de peça única Annette Kellerman, Williams apareceu com nada menos que 28 maiôs, entre eles uma impressionante malha dourada, que cobria seu corpo atlético do pescoço aos dedos dos pés.

Williams participou de dez filmes com papéis dramáticos, mas seus sucessos de bilheteria foram aqueles que a levavam a entrar na piscina com qualquer desculpa, a maioria coreografados pelo extravagante Busby Berkeley.

Em "Rainha do Mar", ela participou de uma maratona aquática e fez exibições de mergulho, e em "A Filha de Netuno" (1949), modelava os desenhos de sua própria empresa de trajes de banho.

Nos últimos anos, Williams declarou nunca ter se assustado com os magnatas do cinema, mas deu declarações duras sobre o sistema.

Ela falou abertamente sobre situações de assédio sexual, alegando que os piores em Hollywood eram o produtor Billy Rose e o cantor Morton Downey Pai que, disse, ficava de pé ao seu lado quando tinha 17 anos e detalhava os favores sexuais que queria.

"Eu o odiava, mas não podia me queixar", afirmou em 1991. "Calávamos a boca, então. Do contrário, não podíamos conseguir outro trabalho", contou.

Sua primeira aparição no showbizz foi no espetáculo aquático de Billy Rose "Aquacade", ao lado de Johnny Weismuller, um campeão de natação conhecido por interpretar Tarzã.

Williams assinou contrato com a Metro-Goldwyn-Mayer em 1941 e fez sua estreia no cinema em 1942 com "Andy Hardy's Double Life" (A Vida Dupla de Andy Hardy), um dos poucos filmes no qual não tinha que nadar.

A MGM encerrou seu contrato em 1955 e Williams retirou-se do cinema na década de 1960.

A atriz casou-se três vezes. Seu primeiro casamento, em 1940, com o namorado de universidade Leonard Kovner, durou quatro anos.

Com seu segundo marido, o locutor de rádio Ben Gage, foi casada de 1945 a 1958. Com ele teve três filhos: Benjamin Gage em 1949, Kimbell em 1950 e Susan em 1953.

Seu terceiro casamento foi com o ator Fernando Lamas, entre 1963 e 1967. De origem argentina, Lamas, também campeão de natação, morreu em 1982.

Depois da carreira no cinema, Williams se dedicou aos negócios, fazendo incursões nos ramos de construção de piscinas e confecção de trajes de banho, sem muito sucesso.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade
publicidade