0

"Nunca pensei que estava perfeito", diz Cielo após derrotas

25 ago 2010
20h21
atualizado às 20h27
Eduardo Carneiro
Direto de São Paulo

Após perder o ouro nas disputas dos 50 e 100 m nado livre no Pan-Pacífico em Irvine, nos Estados Unidos, o brasileiro Cesar Cielo negou que tenha se acomodado após as conquistas nas mesmas provas no último Mundial e na Olimpíada de Pequim.

"Nunca pensei que estava perfeito. O que aconteceu é que achei que o que estava fazendo já era suficiente", disse o nadador, admitindo que errou na preparação para a competição.

Cielo foi mais longe e avisou que é seu estilo de sempre tentar evoluir que será responsável por sua evolução nas próximas disputas. "Me cobro o tempo todo. Ficava bravo quando perdia do Gustavo Borges quando eu tinha 16 anos e ele duas medalhas olímpicas. Foi esta cobrança que me levou a treinar cada vez mais e é isso que vai acontecer agora", afirmou.

Acostumado com os triunfos, Cielo não escondeu seu abatimento na entrevista logo após a derrota para o americano Nathan Adrian na final dos 50 m do Pan-Pacífico. Quatro dias depois, mais calmo, reconheceu ter dificuldades para lidar com o resultado negativo.

"Saber perder, tem que saber. Mas é difícil. Estava triste, chateado. São cinco minutos muito particulares. Se tivesse entrevista um dia depois, seria melhor. Mas não treino para acertar derrotas. Encaro cada prova como superdesafio", concluiu o recordista mundial.

Nadador brasileiro diz que se cobra o tempo inteiro
Nadador brasileiro diz que se cobra o tempo inteiro
Foto: Fernando Borges / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade