2 eventos ao vivo

"100% diferente", Cielo diz estar ainda melhor para Londres 2012

7 jun 2012
16h18
atualizado às 16h36
Ulisses Neto
Direto de Londres

Quatro anos atrás, Cesar Cielo era um nome pouco conhecido entre os brasileiros. O nadador, então com 21 anos de idade, se esforçava nos treinamentos sem o assédio da imprensa, sem posar para fotografias, sem o peso de ser uma das poucas esperanças de medalha de um país.

» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Saiba todos os detalhes dos atletas brasileiros que estarão em Londres

Em 2012, entretanto, a história é completamente outra. O ouro olímpico nos 50 m livres em Pequim, o bronze nos 100 m e a série de conquistas e recordes que vieram na sequência transformaram o paulista em um dos principais nomes do esporte brasileiro.

Agora, Cielo é o homem a ser batido nos Jogos de Londres e 2012 e terá que aprimorar ainda mais suas marcas nas provas de velocidade da natação para se manter no topo. O que, surpreendentemente, não parece abalar o atleta.

"A pressão externa é a mesma, independente do lugar em que você está. Para mim, a maior pressão é a minha mesmo, é a interna. Pouca coisa mudou nesse sentido, na verdade posso até dizer que a pressão interna aumentou", disse Cielo nesta quinta-feira. O nadador está na capital britânica treinando no Crystal Palace, centro esportivo que será utilizado pelo Comitê Olímpico Brasileiro como quartel-general durante os Jogos.

Nas atividades desta tarde, o campeão mundial se mostrou irritado em alguns momentos. Parecia estar incomodado com sua performance na piscina que servirá para preparação antes das provas no Centro Aquático de Londres daqui a 50 dias.

"Se eu sinto que errei alguma coisa eu vou querer repetir, fazer de novo. Não quero sair da piscina achando que poderia ter feito algo diferente. Hoje dei algumas vaciladinhas no treino. Aí repeti e acabei fazendo o mesmo erro de novo. E isso me irritou. Mas é a exigência de querer fazer tudo certo o tempo inteiro", explicou.

E é esse perfeccionismo que Cielo garante ter aprimorado no hiato entre Pequim e Londres. "Você vai ficando mais velho e vai perdendo um pouco o parâmetro. Estou ficando cada vez mais 'mala', muito mais chato", brincou, "e a exigência que estou tendo, que também é maior, está me levando a manter o título dos 50 m por todos esses anos. Então não vou dizer que é uma coisa ruim. É o que vem me mantendo perfeccionista e espero que isso faça a diferença na Olimpíada também."

Cielo afirmou ainda que "qualquer pessoa que passou de 21 anos de idade para 25 sabe qual é a diferença. É gritante a maturidade que se ganha nesses anos, principalmente por tudo que eu passei. Eu sinto que em 2008 fui como um franco atirador para a Olimpíada, imaginei que tinha capacidade de ganhar, e hoje estou indo para defender o título com uma certeza e confiança muito maiores do que antes."

Por isso, "agora estou 100% diferente. A única coisa que se mantém dentro de mim é a vontade de ganhar, isso não baixou em momento nenhum. Mas o resto, fui aprimorando um pouquinho as arestas para chegar do jeito que estou hoje. Com 21 anos eu gostava de nadar. Hoje entendo que esse é o meu trabalho."

Isso significa que perdeu o prazer de estar na piscina? "Não! Meu hobby é o meu trabalho."

Dessa forma, Cesar Cielo demonstra confiança convincente para tentar repetir os feitos de Pequim. Tanto que o nadador já fala em manter o mesmo ritmo até os Jogos do Rio em 2016, antes de uma eventual despedida em 2020. O foco do momento, contudo, segue claro: ouvir a composição de Francisco Manuel da Silva tocando no Parque Olímpico de Londres no próximo dia 3 de agosto, data da final dos 50 m livres masculino.

Londres 2012 no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, que serão realizados entre os dias 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura contará com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

Matthew Pinsent é tetracampeão no remo; veja
Fonte: Especial para Terra
publicidade