3 eventos ao vivo

Supersticiosa, musa italiana oculta planos olímpicos e elogia Cielo

17 abr 2012
09h11
Flavio C. D'Almeida

Musa da natação, a italiana Federica Pellegrini vai para sua terceira Olimpíada com o desafio de obter o melhor resultado da carreira. Detentora do recorde mundial nos 200 m e nos 400 m livre, Pellegrini, 23 anos, chega a Londres no que talvez seja o auge de sua forma, mas com grande responsabilidade perante a ríspida imprensa italiana.

Federica Pellegrini foi a primeira nadadora italiana a conquistar uma medalha de ouro olímpica
Federica Pellegrini foi a primeira nadadora italiana a conquistar uma medalha de ouro olímpica
Foto: Getty Images

» Ronaldinho? Júlio César? Escolha quem você levaria para a Olimpíada
» Veja quais são os brasileiros classificados para Londres

Em entrevista ao Terra, a nadadora preferiu esconder seu planejamento de medalhas para os Jogos, pois acredita que isto poderia trazer azar. "Não gosto de falar sobre isso por superstição. Na minha cabeça tenho tudo, até os tempos, mas não digo nunca."

A carreira olímpica da italiana começou cedo. Nos Jogos de Atenas, em 2004, com 16 anos recém-completados, conquistou a medalha de prata nos 200 m livre. Quatro anos depois, em Pequim, foi ouro na mesma prova. Em Londres é a favorita ao topo do pódio nos 200 m, mas não será surpresa se a musa for campeã também nos 400 m livre.

Federica, que estampa com frequência capas de revistas esportivas e de outros gêneros como moda, estilo e beleza, admitiu sofrer pressão da imprensa italiana, mas parece não ligar muito. "Sim, as fofocas tentam me abater, mas eu nado braçada após braçada para deslizar sobre tudo isso."

Sobre os atletas brasileiros, Pellegrini mostrou bastante admiração: "não tenho amizade particular com os atletas brasileiros, mas gosto muito da força e do caráter positivo que mostram em todas as ocasiões".

Em relação a Cesar Cielo, que também tentará o bicampeonato olímpico em Londres, Federica ressaltou o respeito conquistado pelo brasileiro na Itália. "Acho o Cesar um atleta formidável. Depois das medalhas de Pequim 2008, soube se tornar conhecido e apreciado também na Itália, graças ao recorde nos 100 m livre, registrado em Roma durante o Mundial de 2009."

Prata em Atenas
"Foi uma emoção fortíssima, até porque foi inesperado. Com 16 anos você não imagina o que pode significar vencer uma medalha e ser catapultada a um mundo de holofotes e notoriedade esportiva."

Principais adversárias em Londres
"Primeiro de tudo tenho que manter tranquila a Federica. Depois penso nas adversárias, mas sem temor."

Roma fora dos Jogos de 2020
"Eu esperava muito desta candidatura. Creio que ter a sorte de poder viver uma Olimpíada em casa seja absolutamente a melhor coisa para um atleta."

Status de musa
"Fico honrada de ser um exemplo para muitos e carrego uma grande responsabilidade nas minhas costas. Procuro sempre, entretanto, manter-me a mesma: uma garota de 23 anos chamada Federica."

Londres 2012 no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, que serão realizados entre os dias 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura contará com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

Fonte: Terra
publicidade