0

T. Pereira quebra "maldição", bate Phelps e é prata nos 400 m medley

28 jul 2012
15h40
atualizado às 17h18
Leandro Miranda
Direto de Londres

A "maldição" de ficar sempre atrás dos fenômenos, dos melhores nadadores do mundo, dos inalcançáveis terminou neste sábado para o brasileiro Thiago Pereira. Em prova dos 400 m medley dominada pelo americano Ryan Lochte, que ficou com a medalha de ouro, o brasileiro venceu o fenômeno Michael Phelps e terminou com a prata.

» Veja fotos da prova que deu a 1ª medalha olímpica a Thiago Pereira
» T. Pereira quebra "maldição", bate Phelps e é prata nos 400 m medley
» Saiba mais sobre os medalhistas brasileiros
» Acompanhe a trajetória de Thiago Pereira em Londres
» Veja o quadro de medalhas de Londres 2012

É a primeira vez desde a Olimpíada de Sydney 2000 que Michael Phelps fica sem medalha de uma prova olímpica disputada: terminou em quarto. Seu tempo foi de 4min09s28. Lochte venceu com 4min05s18, seguido de Thiago Pereira, que cravou 4min08s86. O bronze ficou com o japonês Kosuke Hagino, com 4min08s94.

A "maldição" de Thiago Pereira era sempre contar com competidores muito acima de seu nível: destaque a nível pan-americano, era superado por Phelps, Lochte e pelo húngaro Laszlo Cseh. Este sequer passou para a final dos 400 m medley. Com Lochte, o brasileiro não conseguiu concorrer. Mas pelo menos deixou Phelps para trás.

Ryan Lochte terminou o primeiro estilo, borboleta, em primeiro, e abriu grande vantagem no nado costas, enquanto Phelps aparecia em terceiro e Thiago Pereira, apenas em quinto. No nado peito, no entanto, o brasileiro melhorou, passou os rivais e ficou em segundo lugar.

A competição esquentou na série final. Lochte se manteve em primeiro, confirmando a vitória tranquila, enquanto Thiago disputou por centímetros a prata com o japonês Kosuke Hagino. Michael Phelps perdeu ritmo e acabou até mesmo fora do pódio, com a quarta colocação.

Apelidado "Mr. Pan", Thiago Pereira é dono de 18 medalhas em Jogos Pan-Americanos, sendo 12 de ouro, um recorde para os padrões brasileiros. Em Jogos Olímpicos, no entanto, nunca conseguiu destaque: em Atenas 2004 ficou em quinto lugar nos 200 m medley, enquanto que em Pequim terminou a mesma prova na quarta colocação. Sempre ofuscado por Michael Phelps.

O que Pereira fez em âmbito pan-americano, Phelps conseguiu em âmbito mundial: em duas edições de Olimpíada, ficou com 16 medalhas, sendo 14 de ouro. Foi um dos responsáveis por ofuscar o brasileiro, ao lado do compatriota Ryan Lochte e do húngaro Laszlo Cseh. Phelps havia passado para a final com o oitava tempo, raspando, enquando Lochte foi terceiro.

Ryan Lochte tem no currículo três medalhas de ouro olímpicas: no revezamento 4x200 m livre nos Jogos de Atenas 2004 e nos 200 m costas e no revezamento 4x200 m livre em Pequim 2008. Além disso, soma outras duas de bronze e uma de prata. Desde os últimos Jogos, aproveitou o período sabático de Phelps para se firmar como principal nadador americano, conquistando no Mundial de Xangai 2011 cinco ouros.

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmite ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos,vídeos,, fotos participação do internautae repercussão no Facebook.Siga também a cobertura no Twitter e participe com a hashtag: #TerraLondres2012

Fonte: Terra
publicidade