0

Experiente, Giovannoni defende: jogo ganho é dentro de quadra

29 ago 2011
23h44
atualizado em 30/8/2011 às 02h17
Emily Canto Nunes
Direto de Mar del Plata (Argentina)

Na tarde desta segunda-feira, o ala-pivô da Seleção Brasileira de basquete, Guilherme Giovannoni, repetiu o que jogadores e comissão técnica já disseram: o jogo é dentro da quadra. Um dos mais experientes do grupo treinado pelo argentino Ruben Magnano, Giovannoni não teme a força da torcida argentina, que jogará em casa no Pré-Olímpico que tem início nesta terça-feira, e nem acredita que passar pela Venezuela será fácil.

A Venezuela, primeiro oponente do Brasil, nesta terça, às 14h (de Brasília), é perigosa, segundo Giovannoni, pois tem jogadores de qualidade e uma boa equipe. "Não é jogo ganho não, jogo ganho é dentro da quadra", reiterou ele, que assumiu o papel de veterano do grupo. "É papel dos mais antigos dar suporte para os novatos, passar serenidade para eles".

Quanto à rivalidade com a Argentina, dona da casa, Guilherme brincou que "torcer para o Brasil é que eles não vão, né?", mas diz que não sabe a repercussão que a ida de Ruben Magnano à Seleção teve.

O treinador argentino, de acordo com a assessoria da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), é constantemente parado para tirar fotos por onde passa em Mar del Plata. À frente da seleção argentina no passado, o natural da cidade de Córdoba conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004.

Ainda para Giovannoni, o fato de o grupo estar treinando há dois meses certamente causa uma certa ansiedade. Logo, o trabalho a ser feito agora é controlar o nervosismo para que ele não entre em quadra.

"Temos que pensar jogo a jogo, não adianta pensar na seminfinal e não conseguir chegar lá e ter que voltar para a casa antes", reforçou. Além da Venezuela, o ala-pivô vê Porto Rico, República Dominicana e Canadá como fortes candidatos às vagas olímpicas, ao lado de Argentina e, é claro, Brasil.

Técnico da Seleção Brasileira, argentino Magnano é constantemente assediado em Mar del Plata
Técnico da Seleção Brasileira, argentino Magnano é constantemente assediado em Mar del Plata
Foto: Reuters
Fonte: Terra
publicidade