1 evento ao vivo

Flamengo

Fla bate Vasco em jogo com baderna e destruição de torcidas

Edmar Barros / Futura Press
22 jan 2015
00h20
atualizado às 08h31
  • separator
  • 0
  • comentários

Deu Flamengo no primeiro confronto com o Vasco em 2015. Em partida disputada na noite desta quarta-feira, na Arena Amazônia, na abertura do Torneio de Manaus, a equipe rubro-negra venceu por 1 a 0, gol marcado por Everton, no segundo tempo.

O jogo foi muito movimentado e o goleiro Paulo Victor se transformou em destaque do clássico carioca. Com grandes defesas, o goleiro rubro-negro garantiu a vitória da sua equipe.

No intervalo, torcedores das duas equipes se enfrentaram nas arquibancadas, destruindo cadeiras, recipientes de lixo e forçando uma intervenção enérgica da Polícia Militar do Amazonas. A briga continuou nas dependências internas, com mais destruição de equipamentos.

O Torneio de Manaus prossegue nesta sexta-feira, quando o Vasco enfrentará o São Paulo. No domingo, a competição será encerrada com a partida entre Flamengo e São Paulo.

<p>Torcida do Vasco entra em confronto com a polícia; brigas prosseguiram nas dependências da Arena Amazônia</p>
Torcida do Vasco entra em confronto com a polícia; brigas prosseguiram nas dependências da Arena Amazônia
Foto: Agif

Com um atraso de quase dez minutos em relação ao horário programado, o clássico carioca foi iniciado diante de um público entusiasmado. E o Flamengo tomou a iniciativa de ataque, tentando trocar passes rápidos para penetrar na defesa cruz-maltina. A primeira conclusão foi do Vasco. Paulo Victor errou na saída de bola e Bernardo tentou de primeira, mas acabou chutando para fora, sem muito perigo. O Flamengo fica mais tempo com a posse de bola e o meia Arthur Maia aparece bastante, tocando a bola com objetividade e dando opções para os companheiros.

Aos nove minutos, o primeiro momento de perigo, criado pelo Flamengo. Léo Moura investe pela direita e cruza para Marcelo Cirino. O atacante tenta a conclusão, mas é bloqueado pela zaga adversária. O Vasco, muito modificado em relação ao time do ano passado, mostrava desentrosamento e não conseguia criar jogadas de perigo para o gol defendido por Paulo Victor.Aos 18 minutos, o volante Guiñazu sentiu uma lesão na coxa esquerda, insistiu em continuar na partida, mas acabou sendo obrigado a sair. Lucas, contratado ao Macaé, entrou no lugar do argentino.

Aos 20 minutos, Léo Moura falhou e Montoya teve que ser contido com falta pelo volante Cáceres que recebeu o primeiro cartão amarelo do jogo. Bernardo fez a cobrança e Paulo Victor defendeu sem problemas.

Os dois times erravam muitos passes, o que tornou a partida monótona, quase sem jogadas de emoção. Aos 28 minutos, o lateral-esquerdo Cristiano exagerou ao tentar conter uma arrancada de Nixon e acabou advertido com o cartão amarelo. Um minuto depois, o meia Everton recebeu na área e chutou forte, mas Martín Silva fez ótima defesa.

O Vasco criou a sua melhor chance aos 33 minutos. Bernardo fez ótimo lançamento para Marcinho que entrou na área e chutou forte, mas Paulo Victor fez grande defesa. O time da Gávea deu a resposta no lance seguinte. Marcelo Cirino arrancou entre os zagueiros e rolou para Arthur Maia, mas o meia demorou a chutar e acabou desarmado por Rodrigo.

A equipe dirigida por Doriva acabou criando novo problema para a defesa rubro-negra, aos 43 minutos. Depois de boa triangulação com Montoya e Bernardo, Marcinho chutou e Paulo Victor, novamente, defendeu com segurança.

Leonardo Moura tenta fugir de falta
Leonardo Moura tenta fugir de falta
Foto: Flamengo / Divulgação

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Pará e Márcio Araújo nas vagas de Léo Moura e Cáceres. Aos três minutos, Lucas foi derrubado na intermediária, mas Rodrigo bateu a falta por cima do gol. Aos oito minutos, o Flamengo marcou o primeiro gol. O volante Sandro Silva tinha a bola dominada, mas acabou perdendo para Everton que invadiu a área e chutou no canto esquerdo, sem chances para Martín Silva. O gol animou a equipe rubro-negra que quase chega ao segundo gol, aos 11 minutos, mas Montoya salvou a conclusão de Cirino.

O Flamengo se entusiasmou com a vantagem e passou a dominar a partida, diante de um adversário que passou a encontrar muitas dificuldades para criar jogadas ofensivas. Os dois treinadores começaram a mexer nas equipes e Doriva tentou tornar o Vasco mais ofensivo ao trocar o volante Sandro Silva pelo meia paraguaio Julio dos Santos.

O Vasco voltou a pressionar, em busca do gol de empate, e, aos 26 minutos, o goleiro Paulo Victor voltou a aparecer com destaque ao defender um chute forte de Montoya. O goleiro rubro-negro voltou a brilhar, no lance seguinte, ao defender a conclusão de Julio dos Santos após boa jogada de Yago.

A torcida do Flamengo passou a gritar olé, a cada toque de bola da sua equipe, deixando ainda mais nervosos os jogadores adversários. Os atacantes do Vasco passaram a buscar soluções individuais e eram facilmente contidos pela defesa rubro-negra.

O técnico Vanderlei Luxemburgo ainda reforçou mais ainda o sistema defensivo do Flamengo. Ele trocou o atacante Marcelo Cirino pelo zagueiro Bressan e o time conseguiu segurar a bola e resistir aos ataques do Vasco para garantir a primeira vitória de 2015.

Paulo Victor foi um dos destaques da partida com defesas que pararam o Vasco
Paulo Victor foi um dos destaques da partida com defesas que pararam o Vasco
Foto: Flamengo / Divulgação

FICHA TÉCNICA 
FLAMENGO 1 x 0 VASCO


Local: Arena da Amazônia, em Manaus (AM) Data: 21 de janeiro de 2015, quarta-feira
Hora: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Edmar Campos da Encarnação (AM) Assistentes: Anne Kessy Gomes e Marcos Santos Vieira (AM)
Cartões amarelos: Cáceres, Anderson Pico e Arthur Maia (Flamengo); Cristiano e Montoya (Vasco)

GOL:
FLAMENGO: 
Everton, aos oito minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura (Pará), Wallace, Samir e Anderson Pico; Cáceres (Márcio Araújo) e Canteros; Arthur Maia (Lucas Mugni) e Everton (Luiz Antonio); Nixon (Alecsandro) e Marcelo Cirino (Bressan)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VASCO: Martin, Jean Patrick (Nei), Luan, Rodrigo e Christiano (Henrique); Guiñazu (Lucas) e Sandro Silva (Julio dos Santos); Bernardo (Marquinhos do Sul), Marcinho e Montoya; Rafael Silva (Yago)
Técnico: Doriva

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade