0

Presidente do Flamengo admite: dívida zero é impossível

10 out 2014
17h17
atualizado às 20h20
  • separator
  • 0
  • comentários

Os clubes brasileiros devem milhões a diversos credores. O Flamengo ultrapassou a barreira dos R$ 750 mi, segundo auditoria realizada assim que a nova administração assumiu o clube. Para tentar parar o sangramento nas contas, o presidente Eduardo Bandeira de Melo estabeleceu um fluxo de caixa para tentar colocar a casa rubro-negra em ordem.

<p>Presidente diz que não irá zerar dívidas do Flamengo</p>
Presidente diz que não irá zerar dívidas do Flamengo
Foto: Daniel Ramalho / Terra

Para o orçamento 2014, o Conselho de Administração aprovou que a diretoria fosse ao mercado em busca de R$ 65 milhões sob forma de empréstimo para quitar dívidas. Até o momento, o clube conseguiu levantar cerca de R$ 45 milhões.

Segundo o presidente do Flamengo, que atuou por 35 anos no Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES, onde foi chefe do Departamento do Meio Ambiente, nenhuma empresa trabalha com dívida zero.

"Você não precisa quitar a dívida para tornar o clube viável. Se você tem uma dívida pouco onerosa você pode conviver com ela. Quitar os R$ 619 milhões é inviável. Toda empresa tem dívida, porque ninguém trabalha com dívida zero", destacou o mandatário rubro-negro.

Por isso, o clube tem buscado soluções no mercado para diminuir a dívida. Bancos e o Consórcio Maracanã foram alvo de reuniões para adiantar receitas. "Isso é uma coisa simples, mas que está sendo explorada de forma indevida. Devíamos R$ 750 milhões quando assumimos. Hoje, a dívida caiu para R$ 619 milhões", lembrou.

"Estamos pagando mais do que que estamos pegando de empréstimo. Isso está previsto no orçamento de 2014. Vamos captar R$ 65 milhões em empréstimo. Pegamos algo em torno de R$ 45 milhões. Pode ser que a gente não consiga o total”, frisou Eduardo Bandeira de Melo.

Dentre as garantias dadas para quitar os empréstimos, estão o contrato com a Adidas da temporada 2016 e os direitos do volante Canteros e do atacante Paulinho. A cada novo empréstimo, o Conselho de Administração precisa se reunir para tomar ciência sobre os valores, prazos e garantias.

"O orçamento foi aprovado no Conselho de Administração para pegar novas autorizações. Sempre informamos aos conselheiros as garantias dadas e é dada unanimidade na aprovação", garantiu o presidente.

Em meio aos problemas financeiros, Eduardo Bandeira de Melo enxerga um futuro vitorioso no futebol do Flamengo. "Esse time tem se caracterizado pela entrega e determinação, características do rubro-negro. Podemos terminar com uma boa colocação no Campeonato Brasileiro. E por que não sonhar com mais um título da Copa do Brasil?”, indagou o presidente. 

Fonte: Fazevedo Produções Artísticas e Eventos Ltda Fazevedo Produções Artísticas e Eventos Ltda
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade