2 eventos ao vivo

"Zero gol", Obina pode ser surpresa contra o Botafogo

22 abr 2009
14h43
atualizado às 15h09

Quando assumiu o cargo de treinador do Flamengo no início da temporada, o técnico Cuca fez grandes elogios ao atacante Obina, apontando o jogador baiano como um dos melhores do Brasil, além de afirmar acreditar que o centroavante iria mostrar seu valor.

» Ingressos para decisão no Rio devem acabar
» Chega de ser vice, diz volante botafoguense
» Fla pode perder volante para final
» "Somos de médio para bom", diz Cuca

Mas a realidade foi bem diferente. Obina disputou 13 partidas em 2009 e não marcou um único gol. Perdeu a vaga para Josiel e ainda viu o recém-chegado Emerson tomar seu lugar na preferência do treinador.

Só que Cuca não esqueceu das suas palavras sobre Obina e pretende utilizá-lo como arma secreta no primeiro jogo da decisão do Campeonato Carioca, domingo, contra o Botafogo, no Maracanã.

Nos últimos seis jogos, Obina não apareceu sequer no banco de reservas, mas estava treinando de forma intensa. O atacante foi submetido a trabalho especial de fortalecimento físico e técnico. Assim, dependendo do parecer da comissão que estava acompanhando o trabalho do jogador, o atacante pode ser relacionado para o clássico.

Tamanha confiança do treinador no atacante se justifica. Cuca já foi vítima de Obina no ano passado quando dirigia o Botafogo. Na decisão do título estadual de 2008, o xodó da torcida rubro-negra marcou dois gols e contribuiu de forma decisiva para o Flamengo conquistar o bicampeonato.

Em 13 jogos no ano, atacante Obina não conseguiu marcar nenhuma vez
Em 13 jogos no ano, atacante Obina não conseguiu marcar nenhuma vez
Foto: Fernando Soutello/Agif / Gazeta Press
Fonte: Gazeta Press
publicidade