2 eventos ao vivo

Com brilho de Juninho e expulsão de Fred, Vasco bate Flu no novo Maracanã

21 jul 2013
20h28
atualizado em 4/12/2013 às 21h59
  • separator
  • 0
  • comentários

O Maracanã voltou e agora é do Vasco. Pelo menos no primeiro reencontro dos times cariocas com o reformado estádio foi o time cruzmaltino que levou a melhor, em um clássico agitado e brigado desde o começo. Dois craques fizeram a diferença: Fred foi responsável pela parte negativa, já que foi expulso ainda no primeiro tempo; e Juninho desequilibrou em seu retorno, com um gol e uma assistência na vitória por 3 a 1, que enfim trouxe alívio para um time que vivia sob intensa pressão.

Brasileiro Série A 2013Rodada 8

Fluminenseffc-k-zFluminense1
3Vasco da GamaVasco da Gamacrvg

  • Carlinhos 10 ' (2T)
  • Juninho Pernambucano 16 ' (1T)
  • André 0 ' (2T)
  • Carlos Tenorio 35 ' (2T)
2013-07-21 21:30 GMT-000 (D) FinalizadoMaracanã
<p>Após fazer o gol, Juninho apontou para o setor em que estava a torcida do Fluminense no Maracanã</p>
Após fazer o gol, Juninho apontou para o setor em que estava a torcida do Fluminense no Maracanã
Foto: Daniel Ramalho / Terra

Agora o Vasco saiu da zona de rebaixamento direto para a 12 posição, com dez pontos em oito jogos. Já o Fluminense está atrás, em 14º, com um ponto a menos. Os alvinegros enfrentarão agora o Criciúma, em casa, na próxima rodada do Brasileiro, enquanto o time de Abel Braga buscará recuperação em Porto Alegre, no duelo de tricolores, diante do Grêmio.

Com apenas dois minutos, parecia que o Fluminense iria se aproveitar da desentrosada defesa vascaína. Após falha de Jomar, Rafael Sóbis chutou para o gol e só não marcou porque Rafael Vaz salvou quase em cima da linha. Mas depois o jogo esfriou, até por causa do grande número de faltas, a disputa ficou mais equilibrada.

Até que, a partir dos 16min, tudo começou a dar certo para o Vasco. Primeiro, quando Pedro Ken roubou a bola de Edinho pela esquerda, Juninho recebeu passe perfeito na área e chutou para marcar seu gol. Oito minutos depois, já aconteceu a expulsão de Fred: ao afastar a bola com um chutão na defesa, Jomar acertou o pé sem querer no atacante, que revidou com uma cotovelada. O capitão do Fluminense saiu reclamando da decisão do árbitro.

Com um a mais, o Vasco ficou com mais posse de bola até o fim do primeiro tempo, mas mostrou que não sabia o que fazer com ela, já que foi para o jogo disposto apenas a contra-atacar. A única chance criada até o intervalo foi desperdiçada: André foi lançado de frente para Diego Cavalieri, mas o goleiro conseguiu desviar o chute cruzado.

O Fluminense voltou para o segundo tempo disposto a aproveitar contra-ataques, com Rhayner no lugar de Deco, mas rapidamente o Vasco desanimou seu adversário em um lance que pode ser comparado com o primeiro gol. Edinho falhou de novo, Juninho brilhou, dessa vez com um lançamento, e saiu o gol do Vasco na boa finalização de André, com um toque que encobriu Cavalieri.

Porém, o Fluminense mostrou a raça que lhe é peculiar e conseguiu reagir rapidamente: aos 11min, Carlinhos se antecipou a Diogo Silva e marcou de cabeça o primeiro gol do time tricolor. Bastou isso acontecer para a confiança do Vasco ser abalada, e o Fluminense crescer na partida. Rafael Sóbis quase empatou quando entrou na área pela esquerda e chutou bem, mas Diogo fez difícil defesa. Na sequência, a empolgação do Fluminense também deixou espaços na defesa, e André quase aproveitou um contra-ataque aos 28min, mas chutou a bola na trave.

E então, quando o jogo parecia ficar um pouco equilibrado, aconteceu o lance que decidiu a partida definitivamente: Digão fez falta em André e, como já tinha um cartão amarelo, recebeu o segundo e foi expulso. Com dois a mais, O Vasco passou a ter o jogo nas mãos: fez o terceiro gol, marcado de cabeça por Tenório aos 36min, mas poderia ter feito muito mais no "seu" Maracanã.

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade