1 evento ao vivo

Com pênalti, equatorianos lembram vitória sobre Fla: "história se repete"

3 mai 2013
08h11
atualizado às 08h13
  • separator
  • comentários

Conforme destaca a imprensa equatoriana, a história se repetiu na vitória do Emelec por 2 a 1 sobre o Fluminense, na noite desta quinta-feira, pela partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. A referência é a vitória do mesmo Emelec por 3 a 2 sobre o Flamengo, pela fase de grupos da Libertadores de 2012, quando o time equatoriano também venceu em casa, no Estádio George Capwell, em Guayaquil, com um pênalti no fim do jogo.

Em 2012, o Emelec venceu graças ao meio-campista Fernando Gaibor, que converteu pênalti cometido por Willians sobre Mena aos 43min do segundo tempo para assegurar a vitória, fundamental na classificação de sua equipe e na eliminação do Flamengo no Grupo 2 da Libertadores.

Nesta quinta, o mesmo Gaibor se apresentou, aos 42min do segundo tempo, para bater a penalidade, a qual converteu diante do goleiro Diego Cavalieri. A marcação do árbitro colombiano Wilmar Roldán, motivada após contato na grande área Mondaini e Carlinhos, causou polêmica e gerou reclamações dos jogadores do Fluminense.

“História se repete ante brasileiros”, publica o jornal equatoriano El Telégrafo, apontando que o “carrasco” tanto do Flamengo quanto do Fluminense “teve um nome: Fernando Gaibor”. O periódico ainda aponta que esse gol “ilusiona” o Emelec a avançar às quartas de final da Libertadores: os rivais voltam a se enfrentar, desta vez no Brasil, em 8 de maio.

“Gaibor voltou a colocar o Emelec na disputa”, titula o diário Expresso. “Emelec tirou uma ligeira vantagem sobre o Flu”, publica, por sua vez, o PP El Verdadero.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade