Fluminense

Fluminense

publicidade
22 de agosto de 2012 • 15h06 • atualizado às 15h30

Diego Cavalieri elogia qualidade dos goleiros brasileiros

Diego Cavalieri tem feito grandes atuações pelo Fluminense na temporada
Foto: EFE
 

Uma das posições mais ingratas do futebol é onde o Brasil está muito bem servido. Pelo menos é isso o que acha o goleiro Diego Cavalieri, do Fluminense. Com vivência europeia, o goleiro diz que rpefere o estilo de treinamento feito no Brasil.

» Mercado: confira quem não tem sete jogos e pode reforçar seu time
» Veja quem são os veteranos que "dão caldo" na Série A

"Acho o nível do goleiro muito alto. Tive uma experiência lá fora, quando joguei no Liverpool-ING, e nem se compara ao trabalho feito aqui. Aqui temos um aprimoramento técnico melhor do que lá, tem mais tempo de treino. Lá fora, o que tem de bom, são os bons gramados e a estrutura. Mas a Seleção Brasileira estará bem servida de goleiros", disse Diego Cavalieri.

Apesar das boas atuações, Cavalieri não se coloca como o melhor goleiro do país e cita outros nomes que poderiam figurar no topo desta lista.

"Eu não me considero como melhor goleiro, até porque não me preocupo com esta questão. Quero apenas corresponder o que o técnico espera de mim. Além disso, no Brasil há outros grandes goleiros. O Magrão do Sport, vem fazendo um excelente campeonato, o Jefferson, o Victor, o Fábio e tem o marcelo Grohe, do Grêmio que também tem feito ótimos jogos", disse.

Com a convocação da Seleção Brasileira, que acontece amanhã, para os amistosos coontra a África do Sul, dia 7, e contra a China, dia 10, o goleiro fala apenas de se concentrar em fazer um bom trabalho no Fluminense.

"Claro que é um objetivo que eu tenho, mas, como eu disse, o Brasil tem ótimos goleiros. Mesmo garoto, se tiver uma boa sequência, ele terá um bom aproveitamento e dará conta do recado. Vou manter a cabeça tranquila para fazer meu trabalho. Se vier a convocação será consequência de tudo aqui no Fluminense", avaliou.

Lancepress!