1 evento ao vivo

Fluminense confirma Cristóvão e novo diretor, mas não descarta desmanche

16 dez 2014
13h20
atualizado às 13h21

Em uma entrevista coletiva na sede das Laranjeiras, o vice-presidente de futebol do Fluminense, Mário Bittencourt, fez alguns anúncios importantes. Primeiro confirmou que o técnico Cristóvão Borges renovou contrato por mais um ano. Além disso, apresentou o novo diretor-executivo do departamento de futebol, Fernando Simone, que até o início do mês cuidava das categorias de base. Por fim, falou sobre a situação de alguns jogadores, mas não descartou a possibilidade de um desmanche.

"Qualquer jogador pode sair. Se chegar uma proposta vantajosa vamos analisar a situação caso a caso. Porém, o nosso planejamento é manter aqueles que têm contrato, segurar outros com vínculo chegando ao fim e trazer boas opções", disse Mário.

O dirigente, porém, confirmou que algumas peças importantes deverão sair nos próximos dias.

"O Bruno (lateral-direito) está negociando a sua ida para o São Paulo. O Rafael Sóbis também tem proposta e deve sair. Ele pode assinar um pré-contrato com qualquer outro clube daqui a pouco e temos que encontrar uma maneira dele sair que seja boa para todas as partes envolvidas. Os jogadores que aqui passaram e honraram a camisa precisam sair bem do clube", explicou Mário.

Mario disse ainda que vem negociando a permanência de alguns jogadores que têm contrato chegando ao fim em dezembro.

"Eles colocaram as condições deles, nós colocamos as nossas e as negociações estão prosseguindo, mas não posso dar um prazo. O que eu posso é dizer que temos conversas adiantadas para mantermos dois ou três jogadores que estão com o contrato chegando ao fim", disse Mário, se referindo com toda a certeza ao goleiro Diego Cavalieri e ao zagueiro Gum. O outro jogador nos planos deve ser o meia Chiquinho, uma vez que os volantes Diguinho e Valencia já foram liberados para procurar outros clubes em 2015.

Sobre Walter, o dirigente revelou que o clube vem negociando com o Porto a questão financeira. O artilheiro está cedido por empréstimo até o fim de 2015, porém, agora o Tricolor tem que pagar uma soma considerada alta pelos direitos do jogador.

"Temos uma pessoa negociando esta situação. Podemos colocar os direitos de jogadores como forma de pagamento, embora o Porto não posso escolher os nomes e sim vetar ou aceitar os que colocarmos na negociação", disse Mário.

Ainda sobre jogadores, Fernando Simone tentou tranquilizar os torcedores sobre a situação da qualidade do elenco.

"Nós não vamos disputar grandes nomes, como em um passado recente. Porém, nosso trabalho de observação foi muito bom nesses últimos meses e tenho certeza de que vamos trazer jogadores que vão virar grandes nomes", disse Fernando.

O dirigente falou ainda da renovação de contrato de Cristóvão Borges.

"O Cristóvão Borges fez um bom trabalho. Ele assumiu o time em abril, jogadores chegaram outros saíram e ele teve que trabalhar a questão do trauma causado pela má campanha no Campeonato Brasileiro do ano passado. Portanto, conseguiu desempenhar bem sua função e vai ficar conosco até dezembro. Não demoramos a concluir essa negociação por conta de dúvidas, mas apenas porque existiam outras questões envolvidas", disse Mário.

Pelo que se viu ao longo da entrevista, o torcedor pode ter algumas certezas sobre 2015: o elenco será bem menos milionário do que o visto nos últimos anos, a renovação do plantel será uma das maiores vividas pelo clube nas últimas temporadas e o dinheiro em caixa para a contratação de reforços é pouco, o que vai exigir criatividade dos dirigentes na hora de se contratar. Além disso, a diretoria vai privilegiar o pagamento de dívidas, inclusive as feitas pelas gestões anteriores. Sinal dos novos tempos, tempos sem a Unimed.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade