0

Meia Deco anuncia aposentadoria: “Meus músculos não suportam mais”

26 ago 2013
10h14
atualizado às 10h51

O meia Deco, do Fluminense, anunciou na manhã desta segunda-feira o fim de sua carreira como atleta profissional. Os motivos foram os problemas físicos pelos quais ele passou recentemente. Nesta terça-feira, ele completará 36 anos.

O anúncio foi feito por meio da assessoria de imprensa do atleta. Só nesta temporada, o meio-campista sofreu quatro lesões. No jogo da última quarta-feira, contra o Goiás, Deco sofreu um estiramento na coxa esquerda e teve que ser substituído por Felipe.

Natural de São Bernardo do Campo (SP), Deco começou a carreira no Corinthians, mas foi se firmar apenas quando atuou pelo Porto, no começo da última década. Com a equipe portuguesa, ele foi comandado por José Mourinho e conquistou diversos títulos, entre eles a Liga dos Campeões da Europa de 2003/04.

As boas atuações na Europa fizeram com que ele se naturalizasse português, disputando pela equipe as Copas do Mundo de 2006 e de 2010, conquistando também o vice-campeonato da Eurocopa de 2004. O meio-campista ainda passou por Barcelona, onde voltou a vencer a Liga dos Campões (2005/06), e Chelsea.

Em 2010, retornou ao Brasil para atuar pelo Fluminense. Mesmo convivendo com diversas lesões nesse período, Deco foi um dos protagonistas da conquista de dois Campeonato Brasileiros.

Confira abaixo na íntegra a nota divulgada pela assessoria de imprensa de Deco:

É com muita tristeza e pesar que comunico o fim de minha carreira como atleta profissional. Os últimos minutos na quarta feira pelo Fluminense foram os últimos dos 17 anos dentro de campo como jogador de futebol. Gostaria muito de continuar até o final deste Brasileiro e ajudar a colocar a equipe novamente na Libertadores, mas não estou conseguindo. Quero agradecer ao Fluminense, ao Celso Barros (presidente do patrocinador do Fluminense) e todos que trabalharam comigo nestes três anos e me deram a oportunidade de jogar no futebol brasileiro. Mais do que isso, pude participar e ajudar a conquistar dois títulos Brasileiros e mais o Campeonato Carioca. Fui muito feliz nesta período no clube. Gostaria muito de ter ajudado muito mais o Fluminense, mas o meu corpo não me permitiu. Deixo claro que me dediquei, esforcei e muitos me apoiaram para que eu seguisse até o final de ano. Fisicamente poderia jogar, mas os meus músculos não suportam mais. Obrigado a todos e pela confiança e carinho

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade