0

Acordo com TJD garante Dunga na beira do campo no Inter

14 mar 2013
19h49
atualizado às 21h00

O técnico do Internacional, Dunga, se livrou de passar pelo Tribunal da Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul. O clube e o treinador propuseram um acordo e o comandante colorado terá de pagar 15 cestas básicas para instituições de caridade. Assim, ele fica longe de qualquer tipo de punição. Denunciado duas vezes no mesmo artigo, o capitão do Tetra podia pegar até 12 jogos.

O procurador do TJD, Alberto Franco, havia enquadrado Dunga no artigo 258. Assim, as punições seriam somadas. O acordo, uma proposta de Transação Disciplinar Desportiva, deixou o treinador sem histórico de punição e livre para comandar o Internacional na Taça Farroupilha, segundo turno do Gauchão.

Expulso diante do Esportivo, Dunga deixou o campo reclamando de perseguição. Segundo ele, os árbitros teriam feito uma reunião antes da partida e que teriam combinado de expulsá-lo, por conta de seu comportamento à beira do gramado. O juiz Francisco Neto relatou em súmula as reclamações do treinador.

Na Taça Farroupilha, o Internacional enfrenta o Canoas, no domingo, às 16h, no Complexo Esportivo da Ulbra, na estreia do segundo turno do Gauchão. O comandante colorado não terá Fred no meio-campo, suspenso.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade