1 evento ao vivo

André esquece 'futebol arte' de 2010 e foca no tetra do Paulistão

24 abr 2013
15h31

Ao lado de Neymar, Ganso & Cia, o centroavante André foi responsável em encantar o Brasil na conquista do Paulistão 2010. Na época, o Santos deu show e faturou o título sobre o Santo André. Passado três anos, o camisa 9 tem a chance de voltar à fase mata-mata do torneio. No entanto, ele diz que a época do futebol arte ficou no passado.

Ele acredita que, ao contrário da equipe comandada pelo técnico Dorival Júnior, o Peixe 2013 não tem como prioridade o futebol bonito, mas, sim, o resultado. Prova disso é que o Alvinegro tem série invicta de 13 jogos (11 pelo Paulistão e dois pela Copa do Brasil).

- São outros jogadores, outro treinador, outro esquema tático. Muita coisa mudou em relação a 2010. Não adiantaria se o Santos desse show nessa fase classificatória e fosse eliminado nas quartas de final. Mudamos nossa mentalidade. O torcedor quer ver o Santos campeão - afirmou.

Garantido como titular pelo técnico Muricy Ramalho para o confronto com o Palmeiras, neste sábado, na Vila Belmiro, pelas quartas de final do Paulistão Chevrolet, André quer esquecer as seis partidas em que esquentou o banco de reservas e perdeu espaço na equipe.

Como arma, ele carrega consigo a fama de desequilibrar nas fases eliminatórias dos Estaduais. Em 2010, o centroavante marcou na semifinal contra o São Paulo e na final contra o Santo André. Também deixou sua marca na final do mineiro, ano passado, e em outras ocasiões pelo clube da Baixada.

- Acho que é o meu momento. O Giva estava bem, respeitei isso, mas continuei treinando, sabia que essa fase ia ser importante para mim. Quero dar continuidade, marcando gols e aproveitar essa nova oportunidade do Muricy da melhor forma possível - completou.

Neste Paulistão, André balançou as redes em seis partidas e ocupa a terceira colocação na artilharia santista. Neymar, com 12, e Cícero, com sete, estão à frente do jogador.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade