0

Após jogo em Angola, Egito dá proteção especial a embaixada argelina

29 jan 2010
08h54
atualizado às 09h16

A Polícia do Egito mantém nesta sexta-feira um esquema especial de segurança na Embaixada da Argélia no Cairo, pelo risco de uma ação violenta após a partida de quinta-feira à noite entre as seleções egípcias e argelina pela Copa Africana de Nações.

O Egito venceu a Argélia por 4 a 0 e enfrentará Gana na final do torneio, que é disputado em Angola.

O trânsito nas proximidades da embaixada da Argélia foi desviado e não é permitido o acesso nas vias que levam à sede diplomática.

"As medidas são parte das precauções. Não aconteceu nada ainda, mas estamos nos antecipando a qualquer reação por causa da partida", disse à Agência Efe um dos policiais enviados para proteger a embaixada.

Os Governos egípcio e argelino mantêm tensas relações diplomáticas desde novembro passado, quando houve uma série de distúrbios após as partidas disputadas entre as seleções pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

O ônibus que levava os jogadores argelinos para uma das partidas, no Cairo, foi apedrejado, o que provocou a ira de muitos torcedores, que incendiaram e saquearam as sedes de várias empresas e lojas egípcias em Argel.

Como o Egito venceu em casa por 2 a 0, houve a necessidade de um jogo extra, já que as equipes terminaram empatadas em pontos e em todos os critérios de desempate. O duelo aconteceu no Sudão, apenas quatro dias depois, e a Argélia conseguiu a classificação ao ganhar por 1 a 0.

Depois da partida, houve protestos em frente à Embaixada da Argélia no Cairo, e em um deles os choques entre a polícia e os manifestantes terminaram com saldo de 35 feridos, 11 deles policiais.

Por causa dos incidentes, os dois países se acusaram de fomentar os tumultos ou de não fazer o suficiente para evitá-los.

Jogador do Egito comemora vitória sobre a Argélia na semi da Copa Africana de Nações
Jogador do Egito comemora vitória sobre a Argélia na semi da Copa Africana de Nações
Foto: AFP
EFE   
publicidade