2 eventos ao vivo

Atleticanos revelam preocupação com a grama sintética do Tijuana

21 mai 2013
13h22

O Atlético-MG deixou Belo Horizonte no inicio da noite de segunda-feira, e somente na tarde desta terça chegará à cidade mexicana de Tijuana, local do duelo contra a equipe local, pela Libertadores. Além do cansaço pelo deslocamento e pelo excesso de jogos decisivos, o Galo ainda terá que superar as dificuldades de atuar em um estádio com gramado sintético.

O goleiro Victor afirma que o time terá que procurar se adaptar, com rapidez, ao gramado para evitar surpresas, mas confia em bom resultado. "A gente tem que procurar se adaptar o mais rápido possível. Se a Conmebol liberou para jogar é porque tem condições", disse.

Victor ainda revelou preocupação com calor na hora do jogo, 17h30, no horário de Tijuana. "Não sei como vai estar em termos de temperatura, mas quando está calor, o pé queima muito. Como joguei Campeonato Gaúcho, já jogamos com 40º e a sensação era acima de 50º, e o desgaste é ainda maior", comentou.

Além de Victor, o Atlético-MG conta com o craque Ronaldinho Gaúcho, que já jogou em grama sintética. R10 afirma que é bem diferente de jogar em gramado natural. "Já tive a experiência de jogar em grama sintética no Barcelona e também em peladas de final de ano. Muda bastante, mas o Atlético-MG está preparado para conquistar um bom resultado", declarou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade