0

Bernard evolui adaptação à altitude, mas admite estar frágil

13 mar 2013
20h37
atualizado às 20h59
  • separator
  • 0
  • comentários

Um dos jogadores que merecem atenção especial da comissão técnica do Atlético-MG, nos treinos feitos na altitude de La Paz, é o meia-atacante Bernard. O jogador, além de ser franzino, vem se recuperando de uma forte amigdalite.

Ele revela que, no começo, foi ruim treinar na altitude e, mesmo estando mais acostumado com a condição adversa, ainda possui a resistência fragilizada.

- Estou melhor, se tratando da minha garganta. Conversei com o fisiologista, estou com resistência baixa pela rápida perda de peso que tive. No primeiro dia de treino, senti uma diferença grande com dor de cabeça forte, e dor de garganta. À noite você acorda com a garganta e o nariz incomoda, também. Hoje (terça-feira), eu me sinto muito melhor do que no primeiro dia - comentou Bernard.

O jogador não mostrou nenhum tipo de reação que comprometa sua participação no duelo contra o The Strongest, às 22h de Brasília desta quarta-feira, mas adotou um tom cauteloso em relação à sua permanência em campo.

- É difícil falar, é dependente da partida. Não tem como falar se serão trinta, quarenta minutos. tem que ter tranquilidae e paciência para entrar dentro de campo e praticar o que a gente sabe - disse o jogador.

Bernard voltou da Argentina, quando foi o nome do Galo na goleada por 5 a 2 contra o Arsenal de Sarandí, com uma amigdalite que o fez perder três quilos.

Ele já recuperou dois, mas mostrou toda a seriedade da doença quando não aguentou jogar no segundo tempo diante do Strongest, em BH, na última quinta-feira.

 

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade