0

Biancucchi marca novamente, se isola na artilharia e avança no Prêmio Efe

30 jul 2013
00h37
atualizado em 27/8/2013 às 01h13

O atacante argentino Maxi Biancucchi, que marcou o gol de empate do Vitória diante do Coritiba pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, se isolou na artilharia da competição e, de quebra, ampliou sua vantagem na liderança do Prêmio Efe de melhor estrangeiro.

Mesmo jogando fora de casa, na capital paranaense, o primo de Lionel Messi abriu o marcador e, com seu sétimo gol na competição, assumiu a artilharia isolada do torneio.

O meia paraguaio Cristian Riveros, que realizava sua estreia com a camisa do Grêmio e marcou o primeiro de sua equipe na vitória de 2 a 0 sobre o Fluminense, e o holandês Clarence Seedorf, que anotou uma assistência no empate de 1 a 1 no clássico carioca contra o Flamengo, foram outros estrangeiros que se destacaram na última rodada.

O regulamento do Prêmio Efe outorga dois pontos para cada gol anotado e um para cada atuação como titular, assim como para quem dar um passe para gol, sofrer um pênalti (por falta recebida ou mão na área de um rival) e participar de uma vitória fora de casa.

Meio ponto recebem os jogadores que, como reservas, entrarem em campo ou participarem de um empate como visitante. Caso sejam expulsos ou marcarem um gol contra, os jogadores mantêm a mesma pontuação. Se os jogadores estiverem igualados na classificação do prêmio, o menor número de partidas e a posição da equipe no campeonato aparecem como critérios de desempate.

- Classificação Prêmio Efe 2013:.

Jogador/País Clube Pontos.

01. Maxi Biancucchi (ARG) Vitoria 23,5.

02. Diego Forlán (URU) Internacional 19,5.

03. Clarence Seedorf (HOL) Botafogo 17,0.

04. Andrés D'Alessandro (ARG) Internacional 16,0.

05. Damián Escudero (ARG) Vitoria 14,5.

06. Nicolás Lodeiro (URU) Botafogo 13,5.

07. Marcelo Martins Moreno (BOL) Flamengo 12,5.

08. Walter Montillo (ARG) Santos 12,0.

09. Eduardo Vargas (CHI) Grêmio 11,5.

10. Carlos Tenorio (EQU) Vasco da Gama 10,5.

Luis Cáceres (PAR) Vitoria 10,5.

Hernán Barcos (ARG) Grêmio 10,5.

Marcelo Cañete (ARG) Portuguesa 10,5.

Luis Cáceres (PAR) Vitoria 10,5.

15. Geraldo (ANG) Coritiba 9,0.

Marcos González (CHI) Flamengo 9,0.

17. Paolo Guerrero (PER) Corinthians 7,5.

Darío Botinelli (ARG) Coritiba 7,5.

19. Luis Ramírez (PER) Ponte Preta 6,0.

20. Víctor Cáceres (PAR) Flamengo 5,0.

21. Deco (POR) Fluminense 3,5.

22. Cristian Riveros (PAR) Grêmio 3,0.

Yoshimar Yotún (PER) Vasco da Gama 3,0.

Juan Manuel Oliveira (URU) Náutico 3,0.

Jesús Dátolo (ARG) Internacional 3,0.

26. Raúl Iberbia (ARG) Coritiba 2,5.

Alejandro Martinuccio (ARG) Cruzeiro 2,5.

28. Claudio Maldonado (CHI) Corinthians 2,0.

29. Freddy Adu (EUA) Bahia 1,5.

Maximiliano Rodríguez (URU) Grêmio 1,5.

Fabián Monzón (ARG) Fluminense 1,5.

Patrício Rodríguez (ARG) Santos 1,5 (1).

33. Clemente Rodríguez (ARG) São Paulo 1,0.

Ángelo Peña (VEN) Náutico 1,0.

35. Juan José Arraya (ARG) Portuguesa 0,5.

36. Chen Zhizhao (CHN) Corinthians sem qualificação

Juan Manuel Lucero (CHI) Portuguesa s.q.

Eugenio "Mena" (CHI) Santos s.q.

Edwin Valencia (COL) Fluminense s.q.

Santiago Montoya (COL) Vasco da Gama s.q.

Pablo Guiñazú (ARG) Vasco da Gama s.q.

Mauricio Victorino (URU) Cruzeiro s.q.

Ignacio Scocco (ARG) Internacional s.q.

Fran Mérida (ESP) Atlético-PR s.q.

Marcelo Palau (URU) Atlético-PR s.q.

Sergio Escudero (ARG) Coritiba s.q.

Rodrigo Paredes (PAR) Náutico s.q.

Diego Morales (ARG) Náutico s.q.

(1) O jogador já não faz mais parte do elenco do Santos.

EFE   

compartilhe

publicidade