0

Bom Senso F.C. pede mudanças no calendário do futebol brasileiro

1 out 2013
00h10
atualizado às 13h56

O chamado "Bom Senso F.C.", um movimento organizado pelos jogadores do futebol brasileiro em busca de mudanças no calendário, terminou nesta segunda-feira sua primeira reunião e pediu que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) leve em conta a opinião dos jogadores em relação ao calendário, férias, período de pré-temporada, Fair Play financeiro e participação nos conselhos técnicos das entidades que regem o futebol.

Um total de 20 jogadores, representando os 300 que aderiram à iniciativa, se reuniram hoje em São Paulo para discutir o "manifesto" que será entregue à CBF.

"Nós estamos defendendo algo que é em benefício de todos. Tentamos apresentar benefícios para a televisão, que é quem banca o futebol, e para as instituições", afirmou o goleiro do São Paulo, Rogério Ceni, aos jornalistas.

O goleiro, que esclareceu que não se trata de uma "rebelião" dos jogadores, mas de um movimento que busca o diálogo com a CBF, considerou que a pré-temporada e as férias na metade do ano devem ser levadas em conta para o calendário da próxima temporada.

Na reunião participaram: Rogério Ceni, Jadson e Fabrício (São Paulo); Paulo André (Corinthians); Barcos e Dida (Grêmio); Alex, Lincoln e Deivid (Coritiba); D'Alessandro, Rafael Moura, Gabriel, Juan e Alex (Internacional); Gilberto Silva (Atlético-MG); Bruno (Palmeiras); Corrêa (Portuguesa); Edu Dracena (Santos), além do meia Edu e do lateral Paulo César, que estão sem clube.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade