0

Brasil engrena, vence Áustria e lidera chave no Mundial Sub-20

1 ago 2011
23h52
atualizado em 2/8/2011 às 02h58

Depois de decepcionar e apenas empatar por 1 a 1 com o Egito na sexta-feira, a Seleção Brasileira Sub-20 mostrou mais futebol nesta segunda e conseguiu sua primeira vitória no Mundial da categoria. A equipe verde-amarela dirigida por Ney Franco derrotou a Áustria por 3 a 0 em Barranquilla sem passar por grandes apuros e assumiu a liderança do Grupo E da competição.

O Brasil marcou o primeiro gol da partida aos 37min do primeiro tempo, com o atacante Henrique. Na etapa final, a Seleção conseguiu ampliar com o meia Philippe Coutinho, aos 7min, cobrando pênalti sofrido pelo lateral direito Danilo. Willian José ampliou para 3 a 0 aos 18min.

Apesar da tranqüilidade no placar, a Seleção sofreu uma baixa nos primeiros instantes da partida. Poupado da estreia por conta de um problema muscular, o lateral esquerdo Alex Sandro, do Santos, voltou a sentir a lesão e deixou o gramado logo aos 12min, sendo substituído pelo palmeirense Gabriel Silva.

Mesmo sem o titular da posição, a Seleção utilizou justamente o lado esquerdo do gramado para construir as melhores jogadas ofensivas no primeiro tempo. Gabriel Silva, aos 26min, levou a bola para dentro da área e, da linha de fundo, tocou para trás. Henrique ajeitou e Casemiro teve a chance de inaugurar o marcador, mas mandou por cima do gol.

O flanco esquerdo do ataque continuou sendo o caminho verde-amarelo, e por ali saiu a jogada do primeiro gol no Estádio Metropolitano Roberto Meléndez. Oscar fez boa tabela com Philippe Coutinho e cruzou para a pequena área, e Henrique teve apenas o trabalho de empurrar para as redes. Antes do intervalo, Henrique teve nova chance, mas acertou o travessão.

A Seleção não diminuiu o ritmo no segundo tempo, e em apenas sete minutos alcançou o segundo gol. Danilo deixou a lateral direita, foi para o ataque, entrou na área e caiu ao se chocar com o goleiro Radlinger. O árbitro viu pênalti na jogada, e Philippe Coutinho, ainda que não tenha batido bem (o arqueiro austríaco chegou a encostar na bola), ampliou a contagem.

Com um toque de bola rápido, os pupilos de Ney Franco seguiram dominando as ações ofensivas da partida e assim alcançaram o terceiro gol, que liquidou a fatura na cidade de Barranquilla. Em boa troca de bola na intermediária, Philippe Coutinho tocou de calcanhar para Casemiro, que enfiou para Willian José na marca do pênalti. O camisa 9 bateu rasteiro, entre as pernas do goleiro, e sacramentou o 3 a 0.

Logo após o terceiro gol, Henrique acusou uma dor na coxa e deixou o gramado, substituído por Negueba. Pouco antes dos 45min da etapa complementar, Casemiro levou a pior em uma dividida com o marcador austríaco e deixou o campo de maca.

O placar elástico fez com que o Brasil chegasse à primeira colocação do Grupo E, com os mesmos quatro gols que o Egito (que superou o Panamá por 1 a 0 também nesta segunda), mas possuindo melhor saldo de gols (3 a 1). Já a Áustria caiu para a lanterna da chave, com um ponto.

Quase classificado, o Brasil volta a campo na quinta-feira precisando de apenas um empate contra o Panamá, novamente em Barranquilla, às 22h (de Brasília), para se classificar à segunda fase. No mesmo horário, mas em Cartagena, Egito e Áustria se encaram.

Brasil 3 x 0 Áustria

Gols

Brasil:
Henrique, aos 37min do 1º tempo; Philippe Coutinho, aos 7min, e Willian José, aos 18min do 2º tempo

Brasil: Gabriel; Danilo, Bruno Uvini, Juan e Alex Sandro (Gabriel Silva); Fernando, Casemiro, Oscar e Philippe Coutinho; Willian José (Dudu) e Henrique (Negueba). Técnico: Ney Franco.

Áustria: Radlinger; Windbichler, Dilaver, Schimpelsberger e Rath; Kainz; Gucher (Mitrovic), Farkas, Klem e Ziegl (Teigl); Weimann (Zulj). Técnico: Andreas Heraf.

Cartões amarelos
Brasil: Juan
Áustria: Windbichler

Árbitro
Mark Geiger (EUA)

Local
Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla (Colômbia)

Fonte: Terra
publicidade