1 evento ao vivo

Brasil joga mal e tropeça diante do Egito em estreia

30 jul 2011
00h53
atualizado às 02h46

O Brasil não estreou bem no Mundial Sub-20 da Colômbia. No início da madrugada deste sábado (horário de Brasília), a equipe comandada pelo técnico Ney Franco não passou de um empate por 1 a 1 com a seleção do Egito, em confronto válido pelo Grupo E da competição. O lateral direito/volante Danilo, do Santos, assinalou o único gol da Seleção diante dos africanos.

Na próxima rodada, a Seleção Brasileira enfrentará na segunda-feira, às 22h (de Brasília), a Áustria, que também estreou na última sexta-feira com um empate sem gols com o Panamá. O Egito, que se mostrou satisfeito com o resultado, encara na mesma data, mas às 19h, o time da América Central.

O jogo

O técnico Ney Franco decidiu apostou na criatividade de Alan Patrick, Oscar e Philipe Coutinho para criar as jogadas da Seleção Brasileira. Com apenas Willian José no ataque, a equipe enfrentou dificuldades diante da marcação adversária. Por outro lado, o Egito, bem organizado dentro de campo, ameaçou o gol defendido por Gabriel em contra-ataques rápidos e ousados.

Apesar das dificuldades encontradas, a Seleção Brasileira conseguiu abrir o placar logo aos 11min. Philipe Coutinho cobrou escanteio na medida para o lateral direito Danilo, de cabeça, abrir o marcador. Gol que "mascarou" o domínio do time comandado por Ney Franco, que sofreu com a equipe africana até o final da primeira etapa.

A equipe nacional expôs certo nervosismo durante a partida, embora tenha conquistado a vantagem cedo. Ao perceber esta falha no time brasileiro, o Egito cresceu e dominou o jogo, criando diversas chances. A primeira delas surgiu aos 16min, quando Hamdy exigiu uma grande defesa do goleiro brasileiro Gabriel.

Tamanha pressão egípcia acabou resultado no empate. Por volta dos 27min, Danilo, autor do primeiro gol brasileiro, furou dentro da área e viu a bola sobrar para Gaber. Bem posicionado, o jogador africano chutou forte e conseguiu vencer o goleiro Gabriel, que ainda saltou para tentar a defesa no potente arremate.

Surpreendido pelo gol rival, o Brasil caiu de ritmo até o final da primeira etapa. Muito isolado no ataque, Willian José, do São Paulo, não conseguiu brigar com os zagueiros rivais, que, bem postados, seguraram as rápidas investidas de Coutinho, da Inter de Milão, e Oscar, do Internacional. Faltava velocidade para o time nacional.

Para tentar tal mudança, Ney Franco colocou na segunda etapa o flamenguista Negueba, na vaga do apagado Alan Patrick. Contudo, o veloz jogador rubro-negro enfrentou muitas dificuldades para conseguir entrar na defesa adversária. Por outro lado, o Egito cada vez mais encontrava facilidade para ameaçar o Brasil, especialmente pelo lado esquerdo, no setor defendido por Danilo.

Contudo, com sérios problemas na finalização, o Egito permitiu ao Brasil ainda sonhar com a vitória nos minutos finais. O fraco aproveitamento dos africanos facilitou o trabalho do goleiro Gabriel, que passou boa parte da etapa complementar distribuindo broncas na defesa brasileira.

Aos poucos o desespero bateu, e o Brasil, aos 42min, por pouco não chegou ao gol da vitória. Depois de cruzamento de Negueba, Henrique conseguiu desviar, dividindo com o goleiro El Shenawi, mas viu a bola passar rente à trave esquerda. No choque, o camisa 1 africano ficou alguns segundos desacordado, e precisou deixar o gramado para a entrada do reserva Awwad.

A troca esfriou ainda mais o já morno confronto entre as duas equipes. Pouco inspirado, o Brasil não conseguiu criar jogadas e acabou obrigado a amargar um empate na estreia do Mundial Sub-20.

FICHA TÉCNICA

Brasil 1 x 1 Egito

Gols:

Brasil: Danilo, aos 11min do primeiro tempo
Egito: Gaber, aos 26min do primeiro tempo

Brasil
Gabriel; Danilo, Juan, Bruno Uvini e Gabriel Silva; Casemiro (Dudu), Fernando, Alan Patrick (Negueba), Philipe Coutinho e Oscar; Willian José (Henrique).
Técnico: Ney Franco.

Egito
El Shenawi (Awwad); Fatah, Talfik e Hegazi; Ibrahim (Gomaa), Sobhy, El Neny, Fathy e Salah (Nabil); Gaber e Hamdy.
Técnico: Diaa El Sayed.

Cartões Amarelos
Brasil: Juan e Danilo
Egito: El Neny, Gaber, Hegazi e Hamdy

Árbitro
Cuneyt Cakir (Turquia)

Local
Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla (Colômbia)

Fonte: Terra
publicidade