Brasil 2014

 
 

Esportes » Futebol » Futebol

 Na volta de Ronaldinho, Messi marca no fim e Argentina vence Brasil
17 de novembro de 2010 16h55 atualizado às 17h12

Comentários
 
Messi fez a diferença no fim do clássico com o Brasil. Foto: Mowa Press/Divulgação

Messi fez a diferença no fim do clássico com o Brasil
Foto: Mowa Press/Divulgação

Renato Pazikas
Direto de Doha

No jogo que marcou o retorno de Ronaldinho, a Seleção Brasileira foi derrotada por 1 a 0 pela Argentina, em Doha, no Catar. No último lance da partida, brilhou a estrela de Lionel Messi, que arrancou em contra-ataque veloz, levou a marcação do Brasil e desempatou um jogo que se encaminhava para 0 a 0.

O Brasil, que tinha três vitórias e ainda sequer havia levado um gol com Mano Menezes, perde também invencibilidade de cinco jogos contra a Argentina. A última derrota havia sido em 8 de junho de 2005, pelas Eliminatórias: 3 a 1 para os argentinos em Buenos Aires.

Depois de um primeiro tempo bastante aberto, em que as duas seleções acertaram finalizações na trave, Brasil e Argentina fizeram partida de poucas oportunidades na etapa final. A Seleção de Mano caiu após três alterações (Douglas, André e Jucilei entraram) e prevaleceu o talento de Lionel Messi para desequilibrar no último lance.

Ronaldinho não jogava pela Seleção desde abril de 2008 e teve as companhias dos talentosos Neymar e Robinho, além de Elias, mais solto, vindo de trás. Na primeira etapa, a peça ofensiva funcionou bem e o Brasil atacou com naturalidade, diferentemente do segundo tempo. Ronaldinho foi até sacado por Mano aos 25min do segundo tempo.

Primeiro tempo aberto no Catar

Brasil e Argentina realizaram um primeiro tempo bastante aberto e cheio de alternativas em Doha. Com boa movimentação e toque de bola rápido, a Seleção Brasileira atingiu a proposta que Mano Menezes imaginava, embora não tenha tirado o zero do placar. O treinador, porém, só se desesperou com o excesso de passes e poucas finalizações ao redor da área argentina.

Mais cautelosa, mas esperta no contra-ataque, a Argentina foi a primeira a atingir o alvo. Com 5min, o incansável Zanetti desceu pela direita, cortou a marcação e chutou para defesa de Victor, bastante acionado no primeiro tempo. Pouco depois, a resposta brasileira por pouco não terminou em gol: Daniel Alves recolheu bola na entrada da área, tabelou e a acertou o travessão.

Jogando solto, Neymar apareceu livre na esquerda, logo depois, e criou situação de perigo. O santista levou um marcador e tocou para trás - ao tentar desviar, um defensor argentino quase marcou contra. Em cima da Argentina, o Brasil voltou a ameaçar aos 22min: Ronaldinho pegou reobte de escanteio e bateu de calcanhar, mas Romero defendeu.

Na última parte, a Argentina se mandou ao ataque e criou duas das melhores situações de gol. Higuaín, após escanteio, exigiu grande defesa de Victor, que por pouco não foi vazado aos 38min. Messi fintou a marcação e, da entrada da área, bateu de esquerda. A bola chegou a tocar no travessão.

Segundo tempo de poucas chances

Para a etapa final, brasileiros e argentinos preservaram a ambição ofensiva, mas tiveram mais dificuldades em encontrar espaços para finalizar. A marcação no meio-campo também ficou mais dura e Mascherano, por exemplo, cometeu faltas suficientes para tirar a Seleção de Mano Menezes do sério.

Neymar chegou em dois bons contra-ataques, mas foi apanhado em impedimento no primeiro e errou passe que podia ser bom para Robinho no segundo. De fora da área, Daniel Alves bateu e assustou Romero mais uma vez. Assim, criando pouco, o Brasil tentou duas alterações para os 15 minutos finais: Douglas e André entraram nos lugares de Ronaldinho e Neymar.

As trocas, porém, foram insuficientes. O Brasil foi murchando, não criou chances de gol e ainda viu a Argentina marcar no último lance da partida aos 47min. Lionel Messi, em lance mágico, recuperou bola perdida por Douglas, arrancou da ponta direita, levou toda a marcação e bateu de esquerda, no cantinho de Victor, que nada pode fazer. Foi a primeira derrota com Mano Menezes.

FICHA TÉCNICA

Brasil 0 x 1 Argentina

Ponto Forte do Brasil
Movimentação na frente no primeiro tempo e acerto da marcação na etapa final

Ponto Forte do Argentina
Organização em campo, recomposição dos atacantes e boa atuação de Messi

Ponto Fraco do Brasil
Poucas finalizações e dificuldade em criar no segundo tempo

Ponto Fraco da Argentina
Sistema defensivo velho e lento

Personagem do jogo
Messi, que ofuscou a volta de Ronaldinho à Seleção com gol no fim

Gol
Argentina: Messi, aos 47min do segundo tempo

Esquema Tático do Brasil
4-3-1-2
Victor; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos; Lucas; Ramires (Jucilei) e Elias; Ronaldinho (Douglas); Neymar (André) e Robinho
Treinador: Mano Menezes

Esquema Tático da Argentina
4-2-3-1
Romero; Zanetti, Burdisso, Pareja e Heinze; Banega e Mascherano; Messi, Pastore (D'Alessandro) e Di María; Higuaín (Lavezzi)
Treinador: Sergio Batista

Cartão amarelo
Argentina: Mascherano

Árbitro
Abdalá Balideh (Catar)

Local
Khalifa Stadium, em Doha (Catar)

Terra
  1. Com um gol de Messi nos acréscimos, Argentina bateu o Brasil por 1 a 0, no Catar, e acabou com a invencibilidade do técnico Mano Menezes

    Foto: Mowa Press/Divulgação

  2. Messi foi tocado por trás e até se desequilibrou na arrancada para o gol, mas não desistiu do lance

    AFP
    Foto: AFP

  3. Ronaldinho foi discreto em seu retorno à Seleção e ainda perdeu gol feito dentro da área

    AFP
    Foto: AFP

  4. Ronaldinho marca Messi no primeiro tempo; camisa 10 da Argentina começou partida de forma discreta

    Foto: Mowa Press/Divulgação

  5. Messi tenta drible para cima da zaga brasileira

    AFP
    Foto: AFP

  6. David Luiz sofreu para marcar o argentino Lionel Messi

    AFP
    Foto: AFP

  7. A velocidade dos jogadores argentinos deixou o meio de campo do Brasil um pouco perdido na marcação

    AFP
    Foto: AFP

  8. Dani Alves não conseguiu repetir as boas atuações e fez partida apagada

    EFE
    Foto: EFE

  9. Neymar parte para cima da marcação argentina, mas cai após dividida com Nicolás Pareja

    Foto: Mowa Press/Divulgação

  10. Seleção começou a partida pressionando, mas permitiu que argentinos equilibrassem ações antes do intervalo

    Foto: Mowa Press/Divulgação

  11. Em sua volta à Seleção, Ronaldinho sofreu com a forte marcação dos argentinos

    Foto: Mowa Press/Divulgação

  12. Irritado, Mano Menezes orienta os jogadores dentro de campo

    Foto: Mowa Press/Divulgação

  13. André Santos não "aliviou" para cima de Mascherano

    Foto: Mowa Press/Divulgação

  14. Ronaldinho e Mascherano disputam bola no meio de campo

    Reuters
    Foto: Reuters

  15. Robinho foi outro que sofreu com a forte marcação dos argentinos

    Reuters
    Foto: Reuters

  16. A rivalidade atingiu os jogadores, que não aliviaram nas disputas de bola

    Reuters
    Foto: Reuters

  17. A partida ficou marcada por muitos lances de disputa entre os jogadores

    Reuters
    Foto: Reuters

  18. Finalização de Messi passou entre as pernas de Thiago Silva e morreu no canto esquerdo de Victor

    Foto: AP

  19. Mano Menezes lamentou, sem citar nomes, o erro de Douglas que possibilitou o contra-ataque fatal da Argentina

    Foto: Mowa Press/Divulgação

/futebol/brasil2014/foto/0,,00.html