Brasil 2014

 
 

Esportes » Futebol » Futebol

 Palmeiras "imita" rival e luta por incentivos fiscais para Arena
21 de junho de 2011 14h15 atualizado às 15h29

Comentários
 
Palmeiras quer os mesmos incentivos que o Corinthians conseguir para construir seu estádio. Foto: Eladio Machado/Terra

Palmeiras quer os mesmos incentivos que o Corinthians conseguir para construir seu estádio
Foto: Eladio Machado/Terra

Se o Corinthians está atrás de incentivos fiscais que ultrapassam a casa dos R$ 400 milhões para seu futuro estádio, a WTorre alega ter o mesmo direito. A construtora assegura que também irá brigar pelo estímulo para diminuir os gastos na reforma da Arena Palestra Itália, a casa do Palmeiras, prevista para ser inaugurada em abril de 2013.

"Não é possível um ter direito e o outro não. Queremos ter apenas as mesmas oportunidades. Estamos atentos", afirmou Rogério Dezembro, ex-diretor de marketing do Palmeiras e atual diretor de novos negócios da WTorre, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Nesta terça-feira, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, seguiu para o Palácio Anchieta, sede da Câmara Municipal de São Paulo, para percorrer gabinetes e pedir apoio à aprovação do projeto que libera os incentivos fiscais ao estádio corintiano. O dirigente justifica que o projeto irá trazer benefícios à Zona Leste da capital paulista.

"Contar com incentivos é algo significante, tem um impacto grande. Não queremos mais do que ninguém, mas também não queremos menos. Queremos apenas igualdade nas decisões", avisou Rogério Dezembro.

Segundo o representante da WTorre, a diminuição da carga tributária não ajudaria apenas a construtora, mas também proporcionaria benefício direto nos lucros do Palmeiras com o novo estádio.

Gazeta Esportiva