Brasil 2014

 
 

Esportes » Futebol » Futebol

 Dilma nomeia Pelé embaixador honorário da Copa 2014
26 de julho de 2011 16h25 atualizado às 17h17

Comentários
 

Pelé pede confiança em Copa a povo brasileiro

Claudia Andrade
Direto de Brasília

O ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, será o embaixador honorário do Brasil para a Copa do Mundo de 2014. O decreto foi assinado pela presidente Dilma Rousseff nesta terça-feira e anunciado pelo ministro do Esporte, Orlando Silva.

Pelé reuniu-se com a presidente e disse que, apesar da responsabilidade, "não poderia deixar de aceitar o convite". Disse ainda que o povo brasileiro deve acreditar que o País fará uma boa Copa. "A presidente disse que fará todo o esforço para que o Brasil entregue bem a Copa".

Questionado se temia uma final Brasil x Uruguai, repetindo a decisão da Copa de 50, por conta do bom desempenho da seleção uruguaia na Copa América, Pelé disse que não. "Não temo e acho que devia ter essa revanche para a gente ganhar".

Como embaixador, o ex-jogador deverá colaborar com o governo com sua experiência em Copas do Mundo e também representar o Brasil em eventos ligados ao Mundial. Também poderá ser interlocutor do Brasil com a Federação Internacional de Futebol (Fifa), conforme explicação do ministro do Esporte.

Como embaixador, o ex-jogador deverá colaborar com o governo com sua experiência em Copas do Mundo e também representar o Brasil em eventos ligados ao Mundial. Também poderá ser interlocutor do País com a Federação Internacional de Futebol, conforme explicação do ministro do Esporte. Só não terá responsabilidades executivas.

"A presidente, com isso, primeiro faz uma homenagem a Pelé por tudo o que ele fez e faz pelo esporte, pelo Brasil. Em segundo lugar ela acredita que, pela força da imagem do Pelé, pelo que ele realizou no futebol mundial, na história das Copas, um homem que viveu dez Copas do Mundo, ele seria a melhor face do Brasil na Copa de 2014", disse Orlando Silva sobre o título dado ao ex-jogador.

"O que a presidente quer é que, para o mundo inteiro, a face de Pelé seja a face do Brasil. Porque Pelé significa superação, significa vitória. É um símbolo muito importante para o Brasil", acrescentou.

Pelé disse ainda que o Brasil tem "a obrigação" de fazer uma boa Copa. "Depois de todo o trabalho que fizemos para conseguir essa Copa, a gente também a obrigação de fazer uma boa administração. E essa administração vai ser feita por todos os brasileiros, porque todos nós vamos ficar orgulhosos de entregar bem essa Copa".

A presidente Dilma deverá estar ao lado de Pelé no sorteio das chaves da Copa do Mundo, marcado para o próximo sábado, no Rio de Janeiro.

Terra