Brasil 2014

 
 

Esportes » Futebol » Futebol

 Grupo Águia e Traffic venderão pacotes da Fifa para a Copa 2014
06 de outubro de 2011 13h47 atualizado às 15h07

Empresa de J. Hawilla será responsável pela venda de pacotes de hospitalidade para a Copa de 2014. Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

Empresa de J. Hawilla será responsável pela venda de pacotes de hospitalidade para a Copa de 2014
Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

A Fifa confirmou nesta quinta-feira que o Grupo Águia (por meio das marcas Top Service e GI) e a Traffic ganharam, em conjunto, o direito comercializar pacotes de hospitalidade relativos ao Mundial de 2014 e da Copa das Confederações de 2013.

As empresas formarão uma sociedade operacional para oferecer ao mercado brasileiro uma diversidade de produtos como ingressos de categoria Premium, instalações e serviços nos estádios (como suítes e lounges privativos, tendas, serviços de buffet, estacionamento preferencial, entretenimento e brindes) e pacotes opcionais de hospitalidade completos, abrangendo atividades de turismo, hospedagem e transporte no Brasil.

A nomeação da Traffic e do Grupo Águia, a mais recente em uma série de acordos referentes a mercados de hospitalidade no mundo, destaca o compromisso da Match Hospitality em criar uma excelente experiência em hospitalidade corporativa na Copa do Mundo de 2014 e na Copa das Confederações de 2013 no Brasil. Ambos os eventos deverão definir novos padrões e proporcionar momentos inigualáveis.

"A Match Hospitality está muito feliz por anunciar este acordo histórico de hospitalidade no país-sede", afirmou o presidente executivo da organização, Jaime Byrom.

O Grupo Águia, cujo dono é Wagner Abrahão, organiza as viagens da Seleção Brasileira e também comandou vendas de pacotes para outras Copas. Em 1998 e 2006, a venda foi gerenciada pelas agências SBTR e Planeta Brasil, ambas de Abrahão.

"Ficamos muito honrados com a escolha do Grupo Águia, juntamente com o Grupo Traffic, pela Match Hospitality, para a venda no Brasil de pacotes de hospitalidade para a festa do futebol mundial", afirmou Wagner Abrahão.

"Nosso grupo tem um longo histórico de prestação de serviços em turismo esportivo. Sem dúvida, fomos reconhecidos por causa de nossas credenciais e qualificações nesta indústria", concluiu o presidente do Grupo Águia.

Já a Traffic, que intermediou o primeiro contrato entre CBF e Nike, tem como dono J. Hawilla, que afirmou que a "Copa do Mundo de 2014 no Brasil é o marco definitivo para o desenvolvimento e a profissionalização do futebol brasileiro. Ter a oportunidade de aplicar nossa experiência de mais de 30 anos de mercado é algo extremamente gratificante".

Terra