Brasil 2014

 
 

Esportes » Futebol » Futebol

 Eurico provoca Corinthians: "Itaquerão é uma grande mutretagem"
16 de novembro de 2011 00h13 atualizado às 07h22

Comentários
 

Eurico diz que Lula virou corintiano por interesse

Uma das personalidades mais polêmicas do futebol brasileiro nas últimas duas décadas, Eurico Miranda voltou a discursar de uma maneira surpreendente. Em conversa no programa Kajuru Entrevista, da emissora Esporte Interativo, o ex-presidente do Vasco ratificou o seu repúdio à cidade de São Paulo, e aproveitou também para apontar uma "mutretagem" na construção de Estádio Itaquerão, palco da capital paulista para a Copa do Mundo de 2014.

"Sempre quando vou a São Paulo, eu entro de costas logo quando saio do avião. Não me sinto bem lá. Mesma coisa quando o marido chega de costas na casa da mulher, sabemos o que é. Foi algo que fui criando, sinceramente, e é evidente que tenho que ter bom senso, era necessário. Por exemplo, de repente, em relação ao Corinthians, sempre bati, mas nem estádio tem. Agora tem, né, uma grande 'mutreta', uma grande 'mutretagem'. Gastar um bilhão para ter três, quatro jogos", polemizou o ex-presidente vascaíno.

Embora afastado do comando do clube da Colina, Eurico segue apaixonado pelo Vasco, como próprio definiu. Principal adversário cruz-maltino na disputa pelo título brasileiro, o time do Parque São Jorge foi um dos alvos das palavras do antigo dirigente. Sobrou até para o ex-presidente Lula, que sempre procurou em suas aparições públicas demonstrar o amor pelo time paulista.

"A maioria dos que estão em São Paulo veio do nordeste e vai torcer pelo Corinthians, mas estes mesmos nem sabiam que o Corinthians existia. Em São Paulo só se fala de Corinthians. Vê o Lula; em Garanhuns-PE, ele era vascaíno. Ele não é corintiano, mudou por interesse político. Você muda de religião, de partido, de mulher, mas não muda de clube. Cara que muda de clube, você já pensa duas vezes", declarou Eurico.

Polêmico, o presidente do Conselho de Beneméritos do Vasco disparou sobre a popularidade do Vasco no País. "A mídia favorece totalmente o Flamengo. Parece que o Flamengo está acima do bem e do mal, tudo pode. Os outros têm que enfrentar situações, é um negócio. A mídia transformou o Flamengo no clube de maior torcida do Brasil. Essas pesquisas são mentirosas", completou.

Terra

Em entrevista exclusiva ao Kajuru Pergunta, Eurico Miranda afirmou com todas as letras que, se ainda fosse presidente, o Vasco não teria caído em 2008, mas não explica os motivos