0

Brasileiro é absolvido no Tribunal Arbitral do Esporte

7 mai 2010
09h08

O meia Willian César, que nunca jogou a Série A do Campeonato Brasileiro, tornou-se o primeiro jogador de futebol a ser absolvido no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) depois de uma condenação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

No ano passado, Willian foi condenado a 120 dias por uso de gonadotrofina coriônica, hormônio feminino produzido durante a gravidez para estimular o crescimento do feto. O atleta foi apanhado em três exames. No primeiro, ainda jogava pela Guarani de Divinópolis (MG), e nas outras duas, pelo Ceará, em 2008.

O justificativa do jogador é que a substância era produzida pelo seu organismo devido a uma anomalia. Após a condenação, o caso foi assumido pelo advogado Carlos Portinho, o mesmo que defendeu Dodô e Jobson.

A sessão ocorreu em janeiro, mas a decisão, depois de ser adiada três vezes, saiu nesta quinta-feira. O TAS ainda deu um puxão de orelhas na CBF por usar um kit de coleta de urina de fabricação nacional que não é homologado pela Fifa.

Casos de doping, como o de Jobson, têm sido comuns no futebol brasileiro
Casos de doping, como o de Jobson, têm sido comuns no futebol brasileiro
Foto: Agência Lance
Fonte: Lancepress!
publicidade