2 eventos ao vivo

André Dias pede tempo para se adaptar ao 4-4-2

2 jul 2009
15h48

O zagueiro André Dias vive uma nova fase no São Paulo, depois de três anos e meio no clube. O camisa 3 tenta se adaptar a uma nova formação tática na defesa, já que o técnico Ricardo Gomes pretende escalar a equipe sempre no 4-4-2, com um zagueiro a menos e um homem a mais no meio-de-campo. Aos 30 anos, o experiente jogador disse que os atletas do setor precisam de tempo para se acostumar a esta nova formação.

» Veja as últimas do São Paulo

O São Paulo estava atuando no 3-5-2, com três homens na zaga, desde 2004, quando Cuca ainda era o comandante. O trio na época era formado por Fabão, Lugano e Rodrigo, que vive seus últimos dias de São Paulo.

Desde então, vários técnicos passaram pelo Morumbi e tentaram mudar o esquema, mas todos se renderam a esta maneira de atuar, especialmente Paulo Autuori, que adotou o sistema tanto na decisão da Libertadores como do Mundial, em 2005, com sucesso.

"O Ricardo Gomes joga desta maneira. Foi assim em todas as equipes que ele passou. E ele está nos orientando, pede para os zagueiros fecharem mais um lado ou outro. Fica mais fácil até de assimilar porque ele fala a mesma língua que a gente, pois foi um jogador da posição. Mas claro que nós precisamos de tempo para nos adaptar, pois estávamos jogando da mesma maneira há anos aqui", comentou o zagueiro, que foi capitão do time na maioria dos jogos sem Rogério Ceni.

André Dias vai ser uma das novidades do Tricolor na partida de domingo contra o Coritiba, no Estádio Couto Pereira, pelo Brasileirão. O jogador estava suspenso na estreia de Ricardo Gomes no comando do time, contra o Náutico, no Morumbi. Agora, ele terá de volta Miranda ao seu lado, que ficou junho longe do grupo pois estava defendendo a Seleção Brasileira. Os dois vão formar a zaga titular do time, no atual 4-4-2 são-paulino.

Mas esta formação pode ser desfeita no fim do mês, já que Miranda confirmou sondagem do Milan (ITA) e é um dos mais cotados para deixar o clube nesta janela de transferências. André Dias também pode sair, já que seu empresário (Gilmar Rinaldi) disse que foi sondado duas vezes pelo Palermo, da Itália. Os dois jogadores ainda possuem longo contrato com o Sampa e só vão deixar o clube mediante o pagamanento da multa rescisória.

"Fico feliz com a possibilidade de o Miranda sair, de ele poder almejar algo diferente na carreira dele. Mas temos de ver também que a saída de uns é a oportunidade para outros. Ninguém é insubstituível. O São Paulo tem grandes zagueiros, que podem entrar e dar conta do recado", completou o jogador.

Fonte: Lancepress!
publicidade