0

Aplaudido, Vagner Love imagina Guerrero motivado por vaias

21 out 2015
20h20
  • separator
  • comentários

Vagner Love demorou tanto para conceder a entrevista programada para quarta-feira que recebeu aplausos ao chegar, uma hora e 15 após o término do treino do Corinthians. Ainda que as palmas tenham sido em tom de galhofa, a reação foi bem diferente da recepção que Paolo Guerrero terá em Itaquera no domingo.

Já há até música preparada para o centroavante, que trocou o clube do Parque São Jorge pelo Flamengo após múltiplas promessas de que jamais vestiria outra camisa no Brasil. Haverá certamente vaias ao peruano, e seu antigo reserva teme vê-lo motivado pelos apupos.

“De repente, vai ser complicado. Ele vai querer vir e correr mais”, disse Love, que não chegou a construir uma relação de amizade no período que foi dele colega. Mostrando respeito a um dos heróis do Mundial de 2012, ele pediu apoio àqueles que tentam ser os heróis do Brasileiro de 2015.

“A torcida deve estar um pouco magoada pela forma de que ele saiu. Os torcedores têm que fazer o que vêm fazendo, com toda a força para a gente conseguir o resultado. É torcer para nós e esquecer o que aconteceu. Lógico, ele tem uma história no Corinthians e tem o respeito de todos, mas tem que torcer para quem está aqui agora”, comentou.

Vagner Love espera mostrar na zona leste de São Paulo que a saída de Guerrero não será o motivo pelo qual não virá o título nacional. O carioca tem se saído bem melhor do que o velho companheiro, com dez gols anotados na competição. O peruano marcou três vezes.

“Esses números podem melhorar, né? A gente nunca acha que está bom. Não, quero mais, sempre mais, procuro trabalhar por mais. Vou continuar trabalhando para melhorar minha média e ajudar o Corinthians a conseguir resultados importantes na reta final”, afirmou o camisa 99.

O centroavante fez isso no último final de semana, guardando duas caixas na vitória por 4 a 1 sobre o Atlético-PR. O resultado deixou o time alvinegro com oito pontos de vantagem na liderança do Brasileiro, a sete rodadas do final. O Flamengo, de Guerrero, está em décimo lugar.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade