0

Após 4 meses, Ronaldo se mexe bem e quase dá assistências

29 ago 2010
17h55
atualizado às 18h53

Quem esperava um Ronaldo estático, fazendo figuração no ataque do Corinthians contra o Vitória, neste domingo, no Pacaembu, teve uma surpresa. Mesmo há quatro meses sem jogar e visivelmente longe da melhor forma física, o atacante se movimentou bem na frente e só não foi premiado com duas assistências graças a intervenções precisas do goleiro colombiano Viáfara.

Ronaldo pareceu sentir um pequeno problema muscular logo no início da vitória corintiana por 2 a 1, mas só saiu de campo aos 16min do segundo tempo. Sua atuação foi distante das melhores que já teve com a camisa alvinegra, mas o centroavante deu uma opção diferente ao setor ofensivo do time, acostumado a atuar sem um jogador de referência nas últimas rodadas.

A primeira participação do camisa 9 foi logo aos seis segundos de jogo: ele tentou ajeitar um passe de Roberto Carlos e perdeu a posse de bola. Pouco depois, recebeu na intermediária, protegeu bem e tentou acionar Elias na área, mas o passe saiu forte demais.

O grande susto aconteceu aos 2min, quando o atacante tentou um lançamento e caiu no gramado, sentindo a virilha. Por alguns momentos, a torcida temeu que o retorno de Ronaldo tivesse uma duração menor que a esperada; porém, ele foi atendido rapidamente do lado de fora do campo e voltou, sendo ovacionado pelo Pacaembu.

Atuando centralizado no ataque, Ronaldo mostrou empenho razoável na marcação à saída do Vitória e se movimentou bastante, mostrando a tradicional inteligência quando a jogada se aproximava e dando opções para os companheiros. Com a bola no pé, procurou jogar com tabelas rápidas e toques de primeira, mas errou a maioria deles.

Sua única finalização aconteceu ainda no primeiro tempo e não chegou à meta: aos 29min, ele tentou bater de primeira dentro da área, mas o chute foi bloqueado pela defesa. Sempre marcado de perto por um dos zagueiros do time baiano, o atacante foi discreto até o intervalo.

Na segunda etapa, o Vitória voltou uma postura mais ofensiva e deu espaço ao Corinthians. Mesmo sem atuar há muito tempo, Ronaldo se movimentou ainda mais. Aos 9min, por exemplo, voltou até a intermediária e cometeu falta em uma disputa de bola.

O minuto seguinte foi o mais participativo do jogador. Primeiro, ele recebeu de Elias na direita e cruzou rasteiro na medida para Bruno César, que bateu fraco e facilitou a defesa de Viáfara; depois, ajeitou de cabeça para Paulinho, que chutou forte, mas o goleiro adversário voltou a trabalhar bem.

Em sua última participação na partida, aos 13min, Ronaldo recebeu de Roberto Carlos na entrada da área, tentou puxar para a perna direita e foi derrubado por Vanderson, mas a falta não foi marcada. Três minutos depois, sentindo a falta de ritmo, pediu para sair e foi substituído pelo garoto William Morais.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade
publicidade