0

Atlético-GO bate reservas do Palmeiras e se afasta da zona de risco

14 nov 2010
18h49
atualizado às 20h21

Com uma atuação inspirada do meio-campista Robston, o Atlético-GO venceu na tarde deste domingo os reservas Palmeiras por 3 a 0 e respirou no Campeonato Brasileiro. Fora da zona da degola, o time goiano conseguiu subir ainda mais na tabela de classificação, entrando na zona de classificação à próxima edição da Copa Sul-Americana.

Com o resultado, o Atlético-GO chega aos 40 pontos ganhos, mais distante da zona de rebaixamento. Gilson e Robston, duas vezes, marcaram os gols do anfitrião. A equipe ainda teve sua missão facilitada pela expulsão do zagueiro Danilo, no início do segundo tempo. Com um a mais, sequer chegou a ter a vitória ameaçada.

Já o Palmeiras continua com 50 pontos, na zona intermediária da tabela, sem chances de chegar ao G-4 nem terminar entre os quatro piores. A equipe foca a disputa da Copa Sul-americana, pela qual pode garantir vaga na próxima Copa Libertadores. Na quarta-feira, o time volta a Goiânia para o primeiro jogo da semifinal, contra o Goiás, novamente no Serra Dourada.

Na próxima rodada, o Atlético-GO faz duelo direto contra o rebaixamento: às 19h30 (de Brasília) do domingo, pega o Avaí na Ressacada, em Florianópolis. Já o Palmeiras mantém seus reservas em atuação diante de outro que está se afastando da degola: o Atlético-MG na Fonte Luminosa, em Araraquara - tem de jogar a 100 km de São Paulo por ter sido punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O jogo:

Embora tenha entrado em campo apresentando uma formação com apenas dois titulares (Danilo e Márcio Araújo), o Palmeiras começou controlando a partida. Mesmo desentrosado, o clube paulista segurou a posse de bola e tomou a iniciativa nos primeiros minutos. Por outro lado, o pressionado Atlético-GO pecava na criação de jogadas e errava seguidos passes no setor de meio-campo.

A primeira boa chance visitante ocorreu aos 12min. O jovem Luis Felipe roubou a bola na intermediária, arrancou e chutou de longe. Bem colocado, o goleiro Márcio espalmou para escanteio e afastou o perigo do time goiano.

A oportunidade palmeirense acordou o Atlético-GO em campo. Depois do bom lance de Luis Felipe, o time goiano passou a dominar o jogo e criou a primeira grande chance aos 19min, quando Josiel tocou de cabeça e viu Bruno protagonizar um verdadeiro milagre no Estádio Serra Dourada.

Dominante, o Atlético-GO conseguiu furar a defesa palmeirense justamente na bola aérea. Após cobrança de escanteio pela direita, Robston cabeceou na trave. No entanto, na sobra, o zagueiro Gilson, completamente livre tocou para as redes de Bruno.

Mais tranquilo em campo, o Atlético Goianiense permaneceu dominando o confronto. Entretanto, o clube do Centro-Oeste ampliou somente aos 10min da segunda etapa. Melhor jogador em campo, Robston dominou, bateu de bico da entrada da área e marcou o segundo.

Em tarde inspirada, o meio-campista goiano continuou dando trabalho para a defesa palmeirense, já desfalcada de Danilo, que havia sido expulso. Aos 19min, Adriano fez grande jogada pela direita e cruzou na medida para Robston, que bateu com estilo para marcar o terceiro e definir a vitória do Atlético-GO.

FICHA TÉCNICA

Atlético-GO 3 x 0 Palmeiras

Gols
Atlético-GO: Gilson, aos 31min do primeiro tempo, e Robston, aos 10min do segundo tempo, e aos 19min do segundo tempo

Ponto Forte do Atlético-GO
A grande movimentação do meio-campo do time goiano, que causou dificuldades na marcação adversária.

Ponto Forte do Palmeiras
O goleiro Bruno, que evitou uma derrota maior do Palmeiras.

Ponto Fraco do Atlético-GO
O retorno relaxado no segundo tempo. Depois de boa atuação, os goianos sofreram, de certa forma, uma pressão dos visitantes.

Ponto Fraco do Palmeiras
A falta de criatividade no meio-campo. O time paulista pouco ameaçou o gol adversário.

Personagem do jogo
O volante Robston, autor de dois gols no jogo.

Lance polêmico
Não houve.

Esquema Tático do Atlético-GO
4-4-2
Márcio; Adriano, Gilson, Jairo e Thiago Feltri; Agenor, Pituca, Robston e Renatinho (Elias); Juninho (Anaílson) e Josiel (Marcão). Técnico: René Simões

Esquema Tático do Palmeiras
3-5-2
Bruno; Leandro Amaro, Danilo e Fabrício; Vítor, Pierre, Márcio Araújo (Jean), Patrick e Luis Felipe; Dinei (Bruno Turco) e Éwerthon (Tadeu). Técnico: Luiz Felipe Scolari

Cartões Amarelos
Atlético-GO: Gilson e Robston
Palmeiras: Danilo

Cartões Vermelhos
Palmeiras: Danilo

Árbitro
Wilton Pereira Sampaio (DF)

Local
Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Com informações da Gazeta Esportiva

Fonte: Redação Terra
publicidade