0

Atlético-MG empata com Náutico e desperdiça chance de encostar nos líderes

19 set 2009
20h24
atualizado às 21h22

O Atlético-MG perdeu uma boa chance de encostar no líder do Campeonato Brasileiro. Jogando fora de casa, a equipe mineira empatou em 0 a 0 com o Náutico e diminuiu em apenas um ponto a diferença para o Palmeiras, que só joga na quarta-feira.

» Veja fotos do empate nos Aflitos
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Comente o resultado do jogo

O Náutico por sua vez vê a sua situação se complicar mais uma vez neste Brasileiro. Com 26 pontos, o time pernambucano não consegue deixar a 16ª posição e segue com apenas dois pontos a mais que Santo André e Botafogo, os primeiros da zona de rebaixamento.

Com a igualdade, o time mineiro vê interrompida a série de vitórias seguidas que vinha desde o triunfo sobre o Santo André, há duas rodadas. O resultado mantém o time na quarta posição mas poderá ser ultrapassado caso o Goiás vença o Corinthians no domingo.

A partida marcou a estreia do goleiro uruguaio Carini. Apesar de alguns sustos e falhas no primeiro tempo, o jogador melhorou na etapa final e não foi vazado.

O primeiro tempo foi monótono no estádio dos Aflitos. Assim como o Náutico, o Atlético-MG tinha dificuldades na armação de jogadas. O atacante Diego Tardelli precisava constantemente buscar a bola no meio-campo. E, quando retornava para o setor ofensivo, não encontrava boas opções entre os seus companheiros.

Sem criatividade, restou ao Atlético-MG incomodar os donos da casa em uma jogada de bola parada. Aos 15min, Evandro cobrou falta com força e obrigou o goleiro Gledson a fazer boa defesa. O Náutico tentou reagir apoiado por sua entusiasmada torcida, e também não obteve sucesso.

No segundo tempo, Roth trocou Rentería por Renan Oliveira no Atlético-MG. A partida passou a contar com mais chances de gol para os dois lados. Já era hora de Geninho mexer no Náutico também. O veterano Kuki substituiu Asprilla e fez a equipe pernambucana se lançar ao ataque.

Com o tempo, contudo, o jogo voltou a ficar preso no meio-campo. Celso Roth e Geninho fizeram o possível para as suas equipes se reanimarem, com as entradas de Emanuel e Anderson Santana no Náutico e Éder Luís e Coelho no Atlético-MG. Apesar da melhora, restaram vaias da torcida após o apito final.

FICHA TÉCNICA

Náutico 0 x 0 Atlético-MG

Ponto Forte do Náutico
Movimentação da dupla de ataque confundiu a marcação dos zagueiros do Atlético-MG

Ponto Forte do Atlético-MG
Lado direito com descidas de Carlos Alberto. Foi dali que saíram as principais jogadas de ataque

Ponto Fraco do Náutico
Quantidade excessiva de passes errados

Ponto Fraco do Atlético-MG
Pouca produção do setor ofensivo atleticano

Personagem do jogo
O goleiro Carini fez sua estreia pelo Atlético-MG. No primeiro tempo deu alguns sustos nos torcedores, mas depois se recuperou e foi bem

Lance bizarro
Aos 12min do segundo tempo Sidny recebeu a bola sozinho na área, mas pegou mal na bola e a mandou para longe do gol de Carini

Esquema Tático do Náutico
4-4-2
Gledson; Márcio, Cláudio Luiz e Asprilla (Kuki); Sidny (Emanuel), Aílton, Derley Nilson e Michel (Anderson Santana); Carlinhos Bala e Márcio Barros. Técnico: Geninho

Esquema Tático do Atlético-MG
4-4-2
Carini; Carlos Alberto, Werley, Jorge Luiz e Thiago Feltri; Correa (Coelho), Renan, Márcio Araújo e Evandro; Rentería (Renan Oliveira) e Diego Tardelli (Éder Luís). Técnico: Celso Roth

Cartões Amarelos
Náutico: Derley, Cláudio Luiz, Márcio
Atlético-MG: Correa, Thiago Feltri, Evandro, Renan

Árbitro
Héber Roberto Lopes

Local
Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)

Com informações da Gazeta Press



 Diego Tardelli bem que tentou mas não conseguiu furar a defesa do Náutico
Diego Tardelli bem que tentou mas não conseguiu furar a defesa do Náutico
Foto: Gazeta Press
Fonte: Terra
publicidade