0

Atlético-PR cala Pacaembu e amplia jejum corintiano

3 out 2009
20h25
atualizado às 21h28

De volta ao Pacaembu após a goleada sofrida há duas semanas diante do Goiás, no mesmo clima festivo que antecedeu a partida e novamente estádio lotado, o Corinthians voltou a ser surpreendido e decepcionar seus torcedores neste sábado. Sem saber o que é vencer há mais de um mês, o time da capital paulista foi batido pelo Atlético-PR por 3 a 1, resultado que afasta de vez as esperanças de novo título na temporada, enquanto deixa o rival cada vez mais distante da zona de rebaixamento.

» Veja fotos de Corinthians x Atlético-PR
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Comente a vitória do Atlético-PR

Diante de quase 30 mil fãs alvinegros, ansiosos para ver Ronaldo em campo e a estreia de Edno pelo clube do Parque São Jorge, a equipe do técnico Mano Menezes parou no adversário e agora coleciona dois empates (Coritiba e São Paulo) e duas derrotas (Goiás e Atlético-PR, ambas no Pacaembu), nos últimos quatro compromissos. O último triunfo corintiano no Brasileiro ocorreu no dia 2 de setembro, quando venceu o clássico com o Santos no mesmo local.

Com isso, estacionado nos 38 pontos e com a nona colocação provisória, o Corinthians "joga a toalha" no Brasileiro e desiste de vez do sonho de superar os rivais São Paulo e Palmeiras na ponta da tabela, na missão de levantar três troféus no ano (o time já conquistou o Paulista e a Copa do Brasil no primeiro semestre). Já o Atlético-PR, que já havia sido um adversário complicado para o Palmeiras na semana passada, quando perdeu por 2 a 1, alcança os 34 pontos na 14ª colocação e abre oito sobre o Náutico, time que abre a zona do rebaixamento.

Além de afastar o risco de disputar a segunda divisão do ano que vem, o time dirigido pelo técnico Antônio Lopes amplia um retrospecto favorável sobre o rival na temporada. Em quatro encontros em 2009, os paranaenses saíram vencedores de três deles e derrotados em apenas um duelo. No primeiro, ocorrido em 29 de abril, na Arena da Baixada, foi responsável por quebrar a invencibilidade corintiana de 25 jogos ao triunfar por 3 a 2. Do lado alvinegro, resta o fato de ter eliminado o adversário na campanha vitoriosa na Copa do Brasil.

Com a bola rolando, o estreante Edno mostrava muita disposição e tentava se aproximar de Ronaldo, sempre bem marcado pela defesa paraense. Enquanto se esforçava para segurar a ofensividade dos mandantes, o Atlético-PR não se resumia a ficar atrás e explorava a velocidade de seus atacantes, levando perigo nas descidas de Marcinho, Wesley e Wallyson. Dessa forma, aos 6min, em investida pelo lado esquerdo, o ex-palmeirense Paulo Baier aproveitou cruzamento e completou para as redes.

O gol visitante serviu para esfriar os ânimos do time e da torcida, que passou a pedir a entrada do argentino Defederico. No entanto, no momento em que Mano Menezes resolveu atender o desejo das arquibancadas, Paulo Baier retribuiu o passe do primeiro tento ao servir Wallyson, que invadiu a área corintiana e bateu cruzado para o fundo do gol, frustrando de vez as esperanças alvinegras.

Com uma formação ainda mais ofensiva, após a entrada de Souza na vaga do vaiado Marcinho, o Corinthians esbocou uma pressão nos minutos finais e conseguiu descontar aos 37min, em lance que Ronaldo cobrou falta para a área e Jucilei estufou as redes ao usar a cabeça. Porém, já nos acréscimos, o sonho do empate foi encerrado com uma falha do goleiro Felipe. Da entrada da área, Wesley arriscou e contou com a colaboração do camisa 1 alvinegro ao ver a bola passar por baixo de seu corpo e fechar o placar no Pacaembu.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 x 3 ATLÉTICO-PR

Gols
CORINTHIANS: Jucilei, aos 37min do 2º tempo
ATLÉTICO-PR: Paulo Baier, aos 6min, Wallyson, aos 22min, e Wesley, aos 47min do 2º tempo

Ponto Forte do CORINTHIANS
- Reação nos minutos finais, apoiado pela torcida

Ponto Forte do ATLÉTICO-PR
- Poder de marcação nos meias e atacantes corintianos e eficiência nos contragolpes

Pontos Fracos do CORINTHIANS
- Falta de criatividade para superar a retranca rival e falhas na defesa nos rápidos contragolpes do adversário

Ponto Fraco do ATLÉTICO-PR
- Recuou muito no fim e poderia ter tomado o empate

Personagem do jogo
- Wallyson, que fez a jogada do primeiro e anotou o segundo

Esquema Tático do CORINTHIANS
3-5-2
Felipe; Alessandro, Renato, Paulo André e Marcinho (Souza); Marcelo Mattos (Jucilei), Elias e Edno (Defederico); Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho; técnico: Mano Menezes

Esquema Tático do ATLÉTICO-PR
3-5-2
Galatto; Nei, Manoel, Rhodolfo (Chico) e Márcio Azevedo (Alex Sandro); Valencia, Rafael Miranda, Marcinho (Netinho) e Paulo Baier; Wesley e Wallyson; técnico: Antônio Lopes

Cartões Amarelos
CORINTHIANS: Alessandro
ATLÉTICO-PR: Márcio Azevedo, Manoel, Nei e Alex Sandro

Árbitro
André Luiz de Freitas Castro (GO)

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)




Fonte: Terra
publicidade