PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Favoritar Time

Bem humorado, Muricy provoca encanto em dirigentes palmeirenses

24 jul 2009 - 15h47
(atualizado às 17h33)
Publicidade

Com os olhos vidrados e sorrisos fáceis: dessa forma é que Luiz Gonzaga Belluzzo, presidente do Palmeiras, e Gilberto Cipullo, vice de futebol, receberam o novo treinador Muricy Ramalho, nesta sexta-feira, na entrevista coletiva de apresentação. Bem humorado, o comandante palmeirense também brincou bastante com os repórteres, alguns que convivia enquanto dirigia o São Paulo.

» Veja fotos da apresentação de Muricy
» Assista o vídeo em que Muricy Ramalho
diz que são-paulinos não o veem como traídor

» Na chegada, Muricy elege Marcos e Diego Souza como craques
» "Me preparei para isso, vou durar muito aqui", diz Muricy
» Saiba detalhes do passado palmeirense de Muricy
» Comente a chegada de Muricy no Palmeiras

"Quando vocês (repórteres) estão dormindo, são gente boa. Mas o ambiente é legal, nós ficamos juntos um bom tempo. E claro que tem divergências, mas há respeito. Vocês defendem o emprego de vocês e tenho que defender o meu. Cada um tem sua opinião. Agora, se eu tava com saudade de vocês? Claro que não", disse um sorridente Muricy aos mais de 70 profissionais de imprensa presentes à Academia de Futebol.

O treinador ainda brincou com a vida de comentarista de futebol, citando que assistiu a vários jogos no período em que esteve desempregado. "No sofá, não perco nenhum jogo. Ganho todos. Com cervejinha do lado, água gelada...Agora, como os caras erram? Vi cada uma nesse mês", comentou.

Enquanto Muricy falava, os olhos de Belluzzo e Cipullo, comandantes da negociação que trouxe o treinador ao Palestra Itália, brilhavam de felicidade. A cada resposta engraçada do técnico, ambos mostravam a satisfação em tê-lo por perto com olhares encantados. A palavra "projeto", sempre repetida por dirigentes e alguns companheiros de profissão, foi motivo de gozação.

"Só existe projeto quando ganha, senão é pressão. Até na China tinha pressão. Quando trabalhei lá, tinha certeza que eles me xingavam. Não entendia nada, mas pelo gesto, pela cara feia, sabia que estavam me xingando", disse.

Na chegada, Belluzzo presenteou Muricy com camisa palmeirense personalizada
Na chegada, Belluzzo presenteou Muricy com camisa palmeirense personalizada
Foto: Marcelo Pereira / Terra
Fonte: Terra
Publicidade