0

Botafogo busca empate contra o Náutico no Recife

22 jul 2009
23h50
atualizado em 23/7/2009 às 01h49

Pelo segundo jogo seguido o Botafogo sai de campo com um 2 a 2 no placar. Mas contra o Náutico, ao invés de ceder o empate, a equipe carioca buscou o resultado e evitou o pior no Estádio dos Aflitos.

» Fotos do empate no Recife
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Comente o resultado do jogo

Mas o Botafogo sonhou com uma sorte melhor nesta quarta-feira ao sair na frente aos 20min do primeiro tempo. Juninho aproveitou rebote de escanteio cobrado por Lúcio Flávio e chutou da entrada da área. André Lima, adiantado, abriu as pernas e deixou a bola passar para morrer no fundo do gol de Eduardo. Foi o quarto gol do zagueiro-artilheiro carioca.

O resultado era o suficiente para o Botafogo sair da zona de rebaixamento. Com a vitória parcial, o time de Ney Franco subia para o 15º posto da tabela. Mas aí veio o empate, a virada e o clube alvinegro voltou para a parte debaixo da tabela. E numa posição pior do que estava quando começou a 13ª rodada.

O que os botafoguenses provavelmente vão reclamar é do pênalti marcado na dividida entre Renato e Anderson Santana, já no segundo tempo do jogo. Gilmar bateu no canto esquerdo e marcou o dele. O Botafogo voltava para a 17ª posição.

Não muito tempo depois, Gilmar fez seu segundo no jogo. Carlinhos Bala recuperou cruzamento na direita e ajeitou para o meio da área. Gilmar, de novo, apareceu e completou de cabeça para o gol de Castillo. O Botafogo caía mais duas posições enquanto o Náutico respirava mais aliviado, na 17ª.

Mas o o time carioca conseguiu se recuperar e evitar o pior. Juninho bateu falta com força, o goleiro Eduardo soltou a bola e Reinaldo completou para o fundo das redes. Dentre os prejuízos, o menor para a equipe caioca que voltou para a 17ª posição mas segue próxima de sair da zona de rebaixamento. Para o Náutico o gosto amargo de ser o lanterna da competição pela terceira rodada seguida e completar dez jogos (em 13) sem uma vitória.

FICHA TÉCNICA

Náutico 2 x 2 Botafogo

Gols
Botafogo: Juninho, aos 20min do primeiro tempo e Reinaldo, aos 30min do segundo tempo
Náutico: Gilmar, aos 13min e 22min do segundo tempo

Ponto Forte do Náutico
Boa movimentação da dupla de ataque Gilmar e Carlinhos Bala

Ponto Forte do Botafogo
Jogadas de bola parada deram início aos gols do Botafogo

Ponto Fraco do Náutico
Time entrou nervoso no primeiro tempo e depois que sofreu o primeiro gol do Botafogo passou a errar muitos passes na primeira etapa

Ponto Fraco do Botafogo
Time foi muito advertido pela arbitragem. Abusou da marcação, recebeu quatro cartões amarelos e teve Fahel expulso

Personagem do jogo
Gilmar fez dois gols no jogo para o Náutico

Lance polêmico
Anderson Santana e Renato dividram bola na área. O jogador do Náutico caiu na área e conseguiu a marcação de um pênalti

Esquema Tático do Náutico
3-5-2
Eduardo; Galliardo, Vágner Silva e Gladstone; Anderson Santana, Nilson, Johnny (Acosta), Derley e Aílton (Márcio Barros); Carlinhos Bala e Gilmar. Técnico: Geninho

Esquema Tático do Botafogo
4-4-2
Castillo, Wellington, Juninho, Leandro Guerreiro e Túlio Souza (Jônatas); Fahel, Renato (Léo Silva), Lúcio Flávio e Batista; Victor Simões e André Lima (Reinaldo). Técnico: Ney Franco

Cartões Amarelos
Náutico: Nilson, Gladstone, Vágner Silva, Derley e Carlinhos Bala
Botafogo: Tulio Souza, Renato, Juninho e Léo Silva

Cartão Vermelho
Botafogo: Fahel

Árbitro
José Henrique de Carvalho

Local
Estádio dos Aflitos, em Recife



Reinaldo marca o gol que salvou o Botafogo de uma derrota para o Náutico
Reinaldo marca o gol que salvou o Botafogo de uma derrota para o Náutico
Foto: Antonio Carneiro / Futura Press
Fonte: Terra
publicidade