PUBLICIDADE

Brasileiro 2009 é o mais equilibrado da era pontos corridos; veja 5 razões

8 dez 2009 10h16
| atualizado às 10h23
Publicidade

Desde a implantação do modelo por pontos corridos não havia acontecido uma edição tão equilibrada no Campeonato Brasileiro. Nas linhas abaixo, o Terra prova o porquê disso em cinco razões muito objetivas.

» Veja fotos de Flamengo x Grêmio
» Veja fotos da festa do Flamengo
» Baixe o pôster do time hexacampeão
» Saiba tudo sobre o campeão Flamengo

A classificação mais compacta, o sofrimento do G-4 contra os rebaixáveis, a última rodada mais decisiva, o grande número de líderes e a quantidade de vitórias mais magras e de empates acima do normal. Confira:

I - CLASSIFICAÇÃO MAIS COMPACTA

A distância do aproveitamento entre o primeiro colocado, Flamengo (58%), e o lanterna, Sport (27%), é a menor da história dos pontos corridos. O espaço de 31% torna a classificação deste Brasileiro a mais compacta a partir do modelo vigente desde 2003.

O Brasileiro mais desigual foi em 2007, quando a diferença entre o campeão São Paulo, que teve 67%, e o lanterna América-RN, de 14%, ficou em 53%.

Confira a diferença entre campeão e lanterna:

2003 - 72% x 33% = 39%
2004 - 64% x 28% = 36%
2005 - 64% x 32% = 32% 2006 - 68% x 24% = 44%
2007 - 67% x 14% = 53%
2008 - 66% x 30% = 36%
2009 - 58% a 27% = 31%

II - NO RETURNO, G-4 APANHA DE REBAIXÁVEIS

Da 20ª até a 38ª rodada, foram 16 jogos entre os quatro clubes que estavam na zona de rebaixamento contra os quatro que estavam no G-4. Os primeiros colocados venceram cinco desses duelos, mas foram derrotados em oito. Ainda aconteceram três empates.

Veja as derrotas do G-4:

20ª rodada - Náutico 2 x 0 Goiás
27ª rodada - Goiás 1 x 3 Botafogo
28ª rodada - Botafogo 3 x 1 Atlético-MG
29ª rodada - Náutico 3 x 0 Palmeiras
31ª rodada - Santo André 2 x 0 Palmeiras
32ª rodada - Fluminense 2 x 1 Atlético-MG
34ª rodada - Fluminense 1 x 0 Palmeiras
38ª rodada - Botafogo 2 x 0 Palmeiras

III - A ÚLTIMA RODADA MAIS DECISIVA

Com oito jogos valendo título, vagas nas Copa Libertadores e Sul-Americana, e ainda permanência na Série A, a rodada do último domingo entrou para a história.

Também sob o modelo de pontos corridos, jamais uma rodada final teve tantas posições em aberto na tabela. Em 2009, ainda estavam em jogo o título, com possibilidades para quatro clubes, três vagas na Copa Libertadores e dois lugares na Série A, além de dois postos para a Copa Sul-Americana.

Veja como foi nos outros anos:

2003: duas vagas na Libertadores e dois lugares na Série A
2004: título e dois lugares na Série A
2005: título, uma vaga na Libertadores e um lugar na Série A

2006: uma vaga na Libertadores
2007: uma vaga na Libertadores e dois lugares na Série A
2008: título, duas vagas na Libertadores e dois lugares na Série A

IV - NÚMERO DE LÍDERES

A diversidade de líderes é mais um sintoma do equilíbrio no Brasileiro de 2009. Considerando apenas os clubes a encabeçar o torneio em pelo menos duas rodadas, a última edição chegou muito perto de 2004 e 2005, quando foram seis primeiros colocados diferentes. Naquelas temporadas, contudo, a Série A tinha, respectivamente, 46 e 42 rodadas.

Em 2009, estiveram à frente por ao menos duas das 38 rodadas disputadas: Internacional, Atlético-MG, Palmeiras, São Paulo e, enfim, o campeão Flamengo.

Veja em quantas rodadas os clubes lideraram:*

2003: Cruzeiro (40) e Internacional (4)

2004: Santos (20), Atlético-PR (10), Palmeiras (5), Criciúma (3), Figueirense (3) e São Paulo (2)

2005: Corinthians (20), Ponte Preta (8), Santos (6), Botafogo (3), Internacional (3) e Fluminense (2)

2006: São Paulo (28), Cruzeiro (4), Santos (3) e Fluminense (2)

2007: São Paulo (22), Botafogo (12) e Atlético-PR (2)

2008: Grêmio (17), Flamengo (10), São Paulo (6), Cruzeiro (2) e Palmeiras (2)

2009: Palmeiras (19), Atlético-MG (8), Internacional (5), São Paulo (3) e Flamengo (2)

* Os times que lideraram por uma rodada não foram incluídos

V - MUITOS EMPATES E VITÓRIAS MAGRAS

Em matéria do último dia 26 de novembro, o jornal Folha de S. Paulo mostrou que as vitórias do Brasileiro 2009 são as mais magras na era dos pontos corridos.

O saldo de gols contabilizando as vitórias é de 12,3 gols por rodada. Em 2006, por exemplo, esse índice chegou a 16,1 gol a cada jornada. O levantamento não inclui as últimas duas rodadas da Série A em todos os anos.

No mesmo levantamento, a Folha de S. Paulo mostrou que o Brasileiro de 2009 possui o maior número de empates entre todos na era dos pontos corridos. Até a 36ª rodada, 27,2% dos jogos terminaram empatados na Série A.

Flamengo é o campeão a liderar menos rodadas na fase de pontos corridos: 37ª e 38ª
Flamengo é o campeão a liderar menos rodadas na fase de pontos corridos: 37ª e 38ª
Foto: EFE
Fonte: Terra
Publicidade