0

Cássio troca de papel com Prass e chega engasgado a clássico

6 set 2015
08h11
  • separator
  • 0
  • comentários

Era Fernando Prass quem costumava chegar ao Derby com o rival “engasgado”, como ele mesmo descreveu, após fracassos contra o Corinthians pelo Vasco e pelo próprio Palmeiras. No clássico de domingo, será a vez de Cássio experimentar a tentativa de apagar memórias desagradáveis.

Se o goleiro alviverde se sentiu aliviado ao pegar pênaltis e decidir a semifinal do Campeonato Paulista contra o arquirrival, o guarta-metas alvinegro não vive seu melhor ano no confronto. Na única vitória de seu time, em fevereiro, no Palestra Itália, foi expulso e viu o substituto Walter ser decisivo no 1 a 0.

A frustração foi bem maior em abril, justamente no mata-mata do Estadual. Cássio, que vinha de boa sequência de penais defendidos, não pegou nenhuma cobrança no triunfo do Palmeiras por 6 a 5, em Itaquera, após empate por 2 a 2. “Fiquei alguns dias chateado, sem dormir direito”, afirmou.

No embate seguinte, o arqueiro do Corinthians não conseguiu se recuperar. Em crise após a eliminação da Copa Libertadores, a formação preta e branca foi dominada pelo arquirrival da zona leste de São Paulo e perdeu por 2 a 0, com ao menos uma falha do camisa 12.

O duelo deste domingo, no Palestra Itália, é a última chance para Cássio ter uma boa recordação do Derby em 2015. Vencer o principal adversário, além de manter em sete pontos a vantagem alvinegra na liderança do Campeonato Brasileiro, daria muito moral na briga pelo título.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade