0

Com "mistão", Palmeiras vence e deixa Guarani na degola

7 nov 2010
21h21
atualizado às 23h22

Nem a ausência de diversos titulares, como Danilo, Marcos Assunção, Lincoln e Kleber, impediu o Palmeiras de vencer o Guarani por 1 a 0 neste domingo, na Arena Barueri, e deixar o rival de Campinas em posição delicada na zona do rebaixamento a quatro rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro.

Uma das muitas novidades da equipe anfitriã, o zagueiro Leandro Amaro marcou de cabeça e decretou o triunfo alviverde aos 40min do primeiro tempo. Na equipe do técnico Vagner Mancini, fraco futebol e nervosismo foram a tona. Mazola e Apodi chegaram até a se desentender durante a partida.

Com o resultado, o Palmeiras mantém a décima colocação do Brasileiro, com 50 pontos. Na próxima quarta-feira, a equipe volta a campo para enfrentar o Atlético-MG, no Pacaembu, no jogo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, prioridade dos comandados de Luiz Felipe Scolari nesta reta final de temporada.

O Guarani, em contrapartida, jogará todas suas forças no fim deste Brasileiro. Com a derrota, a equipe estacionou na 17ª colocação, com 36 pontos, mesmo número que o Atlético-MG, primeiro fora da zona da degola. No próximo domingo, o time de Vagner Mancini, que não vence há nove jogos e não marca há seis, faz duelo direto contra o Vitória, no Brinco de Ouro.

O Guarani iniciou o confronto neste domingo disposto a aproveitar os desfalques do Palmeiras. Apesar da maior posse de bola, criou sua primeira chance em uma cobrança de falta: Bruno desviou de forma providencial a conclusão de Baiano por cima da barreira.

Contudo, a partida não empolgava na parte técnica. Sem criação dos dois lados, os chutes de longa distância viraram a principal opção. Os goleiros Bruno (Palmeiras) e Emerson (Guarani) esbanjavam segurança.

A lentidão das equipes deixou, aliás, a partida sonolenta em vários momentos. O nível melhorou apenas pouco antes do intervalo. Aos 36min, Bruno trabalhou novamente com eficiência em mais uma bomba venenosa de Baiano.

O Palmeiras respondeu de forma mais objetiva e abriu o placar. Aos 41min, Vitor bateu falta da direita e encontrou Leandro Amaro na área. Marcado pelo baixinho Apodi, o zagueiro encontrou facilidade para completar no canto esquerdo de Emerson.

Para o segundo tempo, o Guarani adotou uma formação mais ofensiva, com Geovani no lugar de Renan. Só que o time visitante seguia sem sucesso na ligação entre o meio-campo e o ataque.

Com novas alterações, os técnicos tentaram dar emoção a um jogo que não conseguia empolgar. Porém, até o apito derradeiro do árbitro Guilherme Cereta de Lima, o lance mais perigoso foi uma falta de longe cobrada por Fabrício. Portanto, o jogo terminou mesmo com triunfo palmeirense.

FICHA TÉCNICA
Palmeiras 1 x 0 Guarani

Gols
Palmeiras:
Leandro Amaro, aos 40min do primeiro tempo

Ponto Forte do Palmeiras
Defesa mostrou segurança, especialmente o goleiro Bruno

Ponto Forte do Guarani
Começou bem a partida, tomando mais iniciativa

Ponto Fraco do Palmeiras
Pressionou pouco e teve atuação apagada de Ewerthon

Ponto Fraco do Guarani
Comandado por Mazola, o ataque mais uma vez não foi bem

Personagem do jogo
Leandro Amaro, que marcou de cabeça e definiu o triunfo palmeirense

Lance bizarro
Apodi e Mazola se desentendem e discutem de forma áspera no fim do primeiro tempo (o árbitro só chamou atenção dos dois)

Esquema Tático do Palmeiras
3-5-2
Bruno; Maurício Ramos, Leandro Amaro e Fabrício; Vitor (Luís Felipe), Pierre, Rivaldo (Tinga), Patrik e Gabriel Silva; Ewerthon (Vinícius) e Dinei; técnico Luiz Felipe Scolari

Esquema Tático do Guarani
4-4-2
Emerson; Apodi, Aislan, Ailson e Moreno (Diego Barboza); Baiano, Paulo Roberto, Renan (Geovane) e Preto; Mazola e Reinaldo (Diogo); técnico Vagner Mancini

Cartões Amarelos
Palmeiras: Vinícius, Maurício Ramos e Patrik

Árbitro
Guilherme Cereta de Lima (SP)

Local
Arena Barueri, em Barueri (SP)

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade