PUBLICIDADE
Logo do

Fluminense

Favoritar Time

Com "salada de jogadores", Flu vive caos técnico e administrativo

13 jul 2009 - 17h07
Publicidade

Com os jogadores contratados em 2009, o Fluminense poderia montar quase dois times. Mas a verdade é que, da baciada contratada no primeiro semestre, hoje apenas três são titulares e sete já foram dispensados. No total, o atual 18º colocado do Campeonato Brasileiro contratou 19 reforços em sete meses e meio. Em busca de seu terceiro treinador no ano, o Flu revela o caos gerencial em que se meteu.

» Flu sonha com "estrelas", mas Renato e Nelsinho são favoritos
» "Não sou mais o técnico do Fluminense", diz Parreira
» Leia as últimas do Fluminense

Para esmiuçar as escolhas supostamente equivocadas, dos dispensados, Leandro Bomfim ainda procura um novo clube, mas Jaílton e Xandão são titulares nas defesas de Coritiba e Barueri, respectivamente, ambos acima do Fluminense na classificação do Brasileiro.

Mais curiosa ainda é a situação de Leandro Domingues, Roger e Leandro. Contratados e dispensados pelo Fluminense neste mesmo ano, os três são titulares absolutos e destaques do Vitória, terceiro colocado no Brasileiro. O centroavante marcou sete gols em nove jogos, mais que todos os atacantes do Flu juntos na competição.

Thiago Neves é a cereja do bolo grená, verde e branco. Contratado por empréstimo de cinco meses, o meia que deixou as Laranjeiras há poucos dias teve um custo de R$ 1,350 milhão em salários - marcou oito gols, não conquistou títulos e jogou 24 partidas. Por cada gol, em média, o clube pagou R$ 168 mil.

As trocas de treinadores e o caos financeiro

Ao contrário do que possa parecer a julgar pelo número de contratações, o Fluminense não vive uma situação financeira confortável, a ponto de esbanjar em contratações. Segundo números apresentados nos dois balanços anuais mais recentes, o clube tricolor teve um déficit superior a R$ 180 milhões no último biênio, apesar das valiosas cotas de premiação com o vice da Libertadores em 2008.

Mesmo com esse ótimo desempenho na principal competição do continente, o Fluminense não conseguiu aproveitar a reputação de seus campeões. Apesar de vender Thiago Neves e Cícero para o futebol alemão, perdeu Thiago Silva, Júnior César, Arouca e Washington sem levar nenhuma compensação financeira razoável nas transações.

Parte da dívida, além do entra-e-sai de jogadores, também se deve aos altos contratados firmados recentemente. Fred, Leandro Amaral e Carlos Alberto Parreira, juntos, ganhavam mais R$ 1,1 milhão de reais por mês.

Com a demissão de Parreira, que arrecadava praticamente a metade do valor, o Fluminense vai atrás de um novo treinador. Será o 12º em um intervalo de quatro anos. O favorito é Renato Gaúcho, que dirigiria o Flu pela quinta vez na carreira - o único título foi a Copa do Brasil, em 2007.

O Terra tentou contato com o diretor de futebol Alexandre de Faria, com o vice de futebol Tote Menezes, e ainda com o assessor de imprensa Alexandre Faria, mas nenhum falou a respeito dos temas.

OS 19 CONTRATADOS DO FLUMINENSE EM 2009

Contratados que já foram embora - 07 jogadores
Xandão, Leandro, Jaílton, Leandro Domingues, Leandro Bomfim, Thiago Neves e Roger

Contratados que ainda não estrearam - 03 jogadores
Rafael, Fábio Santos e Kieza

Contratados que são titulares - 03 jogadores
Ruy, Diguinho e Fred

Contratados que compõem o elenco - 06 jogadores
Mariano, Cássio, Augusto, Diogo, Marquinho e Carlos Eduardo

Presidente do Flu, Horcades apresenta Parreira, um dos muitos treinadores em sua gestão
Presidente do Flu, Horcades apresenta Parreira, um dos muitos treinadores em sua gestão
Foto: Photocamera / Divulgação
Fonte: Terra
Publicidade