PUBLICIDADE

Cruzeiro desponta e quer arrancada para encostar na ponta

25 ago 2009 - 10h02
(atualizado às 10h44)
Publicidade

Pela primeira vez no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro somou seis pontos consecutivos e, graças à combinação favorável na rodada, ficou ainda mais perto do grupo de primeiros colocados. Com um jogo a menor por realizar, quinta-feira contra o Botafogo, os mineiros já vislumbram uma aproximação ao G-4.

» Veja fotos de grandes recuperações
» Relembre grandes reações do Brasileiro de pontos corridos
» Leia as últimas da Série A
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Compre e venda ações dos times da Série A no Futex

"É importante essa sequência de resultados positivos, isso trouxe novamente a confiança para o time", analisa o volante Fabrício, destaque com gols nos últimos dois jogos. "Temos que tomar cuidado para que, nesse momento, isso não traga desatenção", diz. A opinião também é compartilhada pelo técnico Adílson Batista.

"O objetivo sempre foi lá na frente. Pela estrutura que o Cruzeiro nos oferece, pela tranquilidade que dá para trabalhar e pela qualidade dos jogadores, o objetivo é estar entre os primeiros. A equipe vai crescer e vamos tentar diminuir essa diferença", prevê o treinador, no cargo desde o início do ano passado - maior índice de longevidade no Brasil, ao lado de Mano Menezes no Corinthians.

Adílson, que perdeu Ramires, Wagner e Gerson Magrão, três titulares negociados, começa e encontrar soluções para a equipe principal, com o jovem Diego Renan na lateral esquerda, o experiente Gilberto na meia e a aposta na trinca de volantes formada por Marquinhos Paraná, Henrique e Fabrício, que recuperou o melhor futebol com a camisa cruzeirense.

"Estou recuperando meu melhor futebol e isso é porque o time todo está jogando bem. Por eu ser de marcação, quando o time joga mal, essa minha função acaba sobrecarregada", analisa o volante, que viu afobação após a perda do título sul-americano para o Estudiantes.

"Depois da Libertadores, os jogadores queriam dar uma resposta muito rápido e por isso arriscavam demais nas jogadas. Faltava calma para trabalhar o jogo", explica.

Campeonato mais parelho

As peculiaridades da tabela da edição 2009 é que permitem o Cruzeiro pensar grande. Se conseguir levar três pontos do Engenhão, em confronto atrasado com o Botafogo, a equipe vice-campeã da América fica a dez pontos do líder Palmeiras, já que a classificação está mais embolada que em outros anos.

Primeiro colocado de 2009, o Palmeiras tem 63% de aproveitamento. À mesma altura do campeonato, em 2008, o Grêmio havia se desgarrado dos demais, com um índice de 73% dos pontos conquistados. Em 2007, o então líder São Paulo, após 20 rodadas, tinha 68,3% de aproveitamento.

Cruzeiro venceu duas partidas consecutivas e tentará crescer na tabela do Campeonato Brasileiro
Cruzeiro venceu duas partidas consecutivas e tentará crescer na tabela do Campeonato Brasileiro
Foto: Vipcomm / Divulgação
Fonte: Terra
Publicidade