0
Logo do Brasileiro Série A
Foto: terra

Brasileiro Série A

Dagoberto participa de 41,3% dos gols do time e reforça seu valor

9 ago 2011
20h29
atualizado às 22h15
  • separator
  • comentários

Para renovar o contrato que acaba em 18 de abril, Dagoberto exige ser valorizado. E tem provado sua qualidade em campo. Com 17 gols e 14 assistências, o atacante lidera o ranking de artilheiros e de passes para um companheiro balançar as redes no elenco. Dos 75 gols são-paulinos em 2011, 31 tiveram participação do jogador (41,3%).

Dos 75 gols que o São Paulo fez neste ano, 31 tiveram participação de Dagoberto
Dos 75 gols que o São Paulo fez neste ano, 31 tiveram participação de Dagoberto
Foto: Fernando Borges / Terra

"Tenho meu valor e sei disso. Eu me empenho dentro de campo. Sei da minha qualidade e procuro ajudar da melhor forma. Quando não faço os gols, procuro deixar meus companheiros bem colocados para marcar", comentou o atacante.

No último domingo, o atacante fez a fama de Cícero, dando duas assistências para o meia na virada por 2 a 1 sobre o Avaí no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, pelo Campeonato Brasileiro.

O atleta tem conquistado ainda mais a torcida enquanto discute, com dificuldades para um acordo, sua continuidade no time paulista. Publicamente, conta que seu desejo é de prorrogar o vínculo, mas já disse sentir que há um inimigo seu dentro do clube e dá a entender que se despedirá em oito meses, cumprindo os cinco anos do contrato que assinou em 2007.

A partir de outubro, Dagoberto estará livre para assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe sem que o São Paulo, que pagou R$ 5 milhões ao Atlético-PR em 2007 pelo atacante, receber nada. Em campo, por sua vez, ele tem sido decisivo, tanto que participou de oito dos últimos 16 gols do time.

O jogador comemora a sua fase por estar aliada a bons resultados. "É muito importante. As coisas estão acontecendo de uma forma muito bacana. Estamos conseguindo nosso foco principal que é vencer as partidas", celebrou Dagoberto, disposto a, se deixar o clube, fazer isso como campeão brasileiro e da Sul-Americana.

"É claro que a equipe sentirá um pouco, pois vão ser dois campeonatos ao mesmo tempo. Mas saberemos conciliar. A Sul-Americana é um campeonato muito bom que dá vaga na Libertadores. Vamos atrás disso", prometeu Dagoberto.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade