3 eventos ao vivo

De olho no São Paulo, Cruzeiro supera Vitória com gols de Kléber

23 mai 2009
20h23
atualizado às 23h51

Desde o início da semana, a cabeça do Cruzeiro está nos dois duelos da Libertadores contra o São Paulo. Neste sábado, porém, a equipe deu uma pausa na competição sul-americana e fez grande apresentação pelo Campeonato Brasileiro ao bater o Vitória por 2 a 0, no Mineirão, mesmo com um time misto.

» Veja fotos da partida no Mineirão
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Comente a vitória do Cruzeiro

O resultado leva o Cruzeiro a seis pontos no Brasileiro, com duas vitórias e uma derrota. O Vitória, também com seis, perdeu a invencibilidade na competição.

O técnico Adílson Batista poupou parte da equipe para o duelo da Libertadores, mas manteve dois nomes de peso no ataque. Com Thiago Ribeiro e Kléber, a equipe mineira infernizou a zaga rival.

Logo aos 22min, no segundo ataque do Cruzeiro, Thiago Ribeiro fez lindo lançamento por cobertura para Kléber. O camisa 30 matou no peito e soltou a bomba de pé esquerdo, sem chances para o goleiro Viáfara.

Embalado e aproveitando o momento ruim do Vitória, Kléber marcou mais um aos 28min. Depois de passe de Athirson, o atacante deu um belo corte no zagueiro e chutou cruzado, de pé esquerdo, no canto do goleiro.

Com o jogo decidido, o Cruzeiro se deu ao luxo de lançar novos jogadores. Um deles é o meia Bernardo, tratado como jóia pela diretoria. Adílson Batista colocou o jogador na segunda etapa e viu boa atuação do garoto.

Porém, o jogo era de Kléber. Com fome de gols, o atacante procurou a bola, abriu espaços e apareceu na área. Ele só não fez o terceiro porque esbarrou na grande atuação do goleiro Viáfara.

No principal lance do segundo tempo, Kléber recebeu cruzamento de Jonathan e cabeceou com força. O goleiro do Vitória fez defesa espetacular e evitou a goleada no Mineirão.

Ficha técnica:

CRUZEIRO 2 x 0 VITÓRIA

Gols
Cruzeiro: Kléber, aos 22min e aos 28min do primeiro tempo

Lances bizarros
No final do jogo, Uellinton cobrou falta da intermediária e "isolou" a bola, jogando-a longe do gol de Fábio

Ponto Forte do Cruzeiro
Kléber e Ramires. O primeiro fez dois gols, decidiu o jogo e mostrou garra, dando uma boa mostra do que pode ser visto na Libertadores. Já Ramires fez bom papel no meio-campo e, como sempre, chegou com perigo no ataque

Ponto Forte do Vitória
O goleiro Viáfara, que fez grandes defesas no segundo tempo. Sem ele, o Vitória poderia ter sido goleado no Mineirão

Ponto Fraco do Cruzeiro
Poderia ter atacado mais pelas laterais. Caso tivesse explorado o setor, aplicaria uma goleada no seu rival

Ponto Fraco do Vitória
O ataque inoperante. Neto Baiano, isolado, nada pode fazer a favor do Vitória

Personagem do jogo
Kléber, do Cruzeiro, autor de dois belos gols

Esquema Tático do Cruzeiro
4-4-2
Fábio, Jonathan, Anderson, Thiago Heleno e Gerson Magrão (Bernardo); Fabrício, Henrique, Athirson (Marquinhos Paraná) e Ramires; Kléber e Thiago Ribeiro (Zé Carlos).
Técnico: Adílson Batista

Esquema Tático do Vitória
4-5-1
Viáfara, Bosco, Wallace, Victor Ramos e Robson; Vanderson, Bida (William), Ramón (Adriano), Uellinton e Carlos Alberto; Neto Baiano (Roger).
Técnico: Paulo César Carpegiani

Cartões Amarelos
Cruzeiro: Fabrício

Árbitro
Héber Roberto Lopes (PR)





Fonte: Terra
publicidade