3 eventos ao vivo

De virada, Santa Cruz vence Falmengo e fica com a Taça Chico Science

24 jan 2016
15h33
  • separator
  • comentários

O Flamengo foi derrotado pelo Santa Cruz em seu segundo amistoso de pré-temporada neste domingo, em Recife. Em partida realizada no estádio Arruda debaixo do forte calor do meio-dia, o Cobra Coral superou o Rubro-Negro por 3 a 1, de virada.

William Arão abriu o placar no primeiro tempo, quando o Fla dominava o jogo, mas Grafite, de pênalti, deixou tudo igual antes do intervalo. No segundo tempo, com times totalmente modificados, o Santa foi melhor e marcou mais dois com João Paulo e Arthur.

A partida, que foi marcada pela homenagem ao ex-atacante Nunes, ídolo das duas equipes, que recebeu placa e deu o pontapé inicial, foi em disputa da Taça Chico Science.

Com um saldo de um empate e uma derrota e com seis gols sofridos, o Flamengo faz sua primeira partida oficial na próxiam quarta-feira, diante do Atlético-MG, na estreia na Primeira Liga. No dia 30, acontece a estreia no Campeonato Carioca.

Para o Santa Cruz, o foco passa a ser a estreia no Pernambucano, dia 1 de fevereiro, contra o Náutico.

O JOGO

A partida no Arruda começou em ritmo lento e demorou a esquentar. O gramado ruim não facilitava o passe e os erros eram muitos, com o jogo se concentrando entre as duas intermediárias.

Com o Santa Cruz adotando uma postura mais defensiva, o Flamengo passou a dominar a posse de bola. Aos 11, o primeiro lance de perigo: Gabriel achou Everton na direita, e o meia deu um belo corte para a perna esquerda e acertou chute rasteiro, que assustou antes de sair pela linha de fundo.

O goleiro Muralha só foi tocar pela primeira vez na bola aos 15 minutos, quando avançou até a intermediária para interceptar um chutão da zaga do Santa.

Aos 19, nova investida carioca em jogada iniciada por Gabriel. O meia tabelou com Everton, e arrsicou já de dentro da área, mas o goleiro Tiago Cardoso estava lá para salvar o Santa Cruz.

Aos 22, entretanto, não teve jeito. Guerreiro mostrou muita categoria ao tocar para William Arão, que invadiu a área e chutou. Tiago defendeu mas deu rebote, que o próprio volante aproveitou e abriu o placar no Arruda.

O Flamengo seguiu melhor no jogo e quase ampliou aos 30, em trama de seu ataque. Guerreiro toca para Sheik, que domina e chuta cruzado. Everton entra pelo meio e desvia, mas acerta a trave.

Na sequência, o Santa fez Muralha trabalhar num contra-ataque. Lelê avançou pela esquerda em velocidade e cruzou rasteiro para Raniel. O meia-atacante fica de frente para o gol e tenta o toque por baixo, mas Muralha salva com os pés.

Aos 42, falta para o Santa próximo da área. Na cobrança, a defesa corta, mas o árbitro viu pênalti de Juan em Grafite. Na cobrança, o veterano de 36 anos acertou um belo chute no canto direito e empatou o jogo.

Para o segundo tempo, Muricy Ramalho manteve apenas o goleiro Muralha e mudou dez jogadores. Já o técnico do Santa Cruz optou por mudar meio time. Coincidência ou não, a equipe pernambucana voltou bem melhor e virou a partida aos sete minutos. Bola roubada no meio, contra-ataque em velocidade e Keno acerta a trave. No rebote, João Paulo tocou para o fundo da rede.

O jogo caiu muito de ritmo com o forte calor no Arruda. O Flamengo, mesmo com um grupo de jogadores que acabara de entrar, era muito lento e cometia muitos erros. Ofensivamente pouco produziu e não esteve perto do empate. Já o Santa mostrou mais disposição e acabou premiado com o terceiro gol no finalzinho.

Aos 46, outro cruzamento rasteiro na área que a defesa não corta. Wallyson achou Arthur, e o atacante vence Muralha com um chute rasteiro: 3 a 1

FICHA TÉCNICA:

SANTA CRUZ 3 X 1 FLAMENGO

Local: Estádio do Arruda, em Recife (PE)

Data: 24 de janeiro de 2016, domingo

Hora: 12h (de Brasília)

Cartões Amarelos: Danny Morais, Lelê (Santa); Emerson Sheik, Canteros (Fla)

Gols:

SANTA CRUZ: Grafite, aos 43min do 1º tempo; João Paulo, aos 7, e Arthur, aos 46 min do 2º tempo

FLAMENGO: William Arão, aos 22min do 1º tempo

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor (Neris), Alemão, Danny Morais (Everton Sena) e Allan Vieira (Tiago Costa); Wellington Cezar, João Paulo, Daniel Costa (Renatinho), Raniel (Arthur) e Lelê (Wallyson); Grafite (Keno)

Técnico: Marcelo Martelotte

FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei (Pará), Wallace (César Martins), Juan (Antônio Carlos) e Jorge (Chiquinho); William Arão (Jajá, Thiago Santos), Márcio Araújo (Jonas), Gabriel (Alan Patrick) e Everton (Canteros); Emerson Sheik (Mancuello) e Paolo Guerrero (Douglas Baggio)

Técnico: Muricy Ramalho

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade