PUBLICIDADE

Demissão de técnicos é marca do primeiro turno

17 ago 2009 - 09h43
(atualizado às 13h53)
Publicidade

A constante saída de treinadores não é novidade no futebol brasileiro, mas a média de quase uma queda por rodada ao longo de todo o primeiro turno do Nacional de 2009 superou os prognósticos. No total, foram 17 trocas no comando, sem contar Jorginho, no Palmeiras, e Marcelo Rospide, no Grêmio, que não chegaram a ser efetivados.

» "Campeonato do asterisco" mantém mistério de campeão do turno
» Calvário dos cariocas é marca do Brasileiro
» Veja quem são os reis de assistência da Série A
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Compre e venda ações dos times da Série A no Futex

Só sete clubes não trocaram de comandante ao longo do primeiro turno da Série A: Goiás, com Hélio dos Anjos, Avaí, com Silas, Grêmio, com Paulo Autuori, Internacional, com Tite, Atlético-MG, com Celso Roth, Cruzeiro, com Adílson Batista, e Corinthians, com Mano Menezes. O número é menor em comparação à temporada 2008, quando 14 times substituíram os treinadores até o fim do turno.

Adílson Batista e Mano Menezes são os treinadores com maior longevidade no futebol brasileiro, tendo assumido suas equipes no início de 2008.

A situação mais curiosa na troca de treinadores envolve os profissionais de Náutico e Atlético-PR: na quinta rodada, Geninho foi demitido do clube paranense, que tirou Waldemar Lemos de Pernambuco para assumir seu lugar. Cinco rodadas depois, o mesmo Geninho reapareceu no Recife para ocupar o posto de Márcio Bittencourt.

Com Geninho, aliás, o Náutico luta contra uma lógica maluca que envolve Bittencourt. Desde que deixou o Corinthians, em 2005, ele participou do rebaixamento de todos os clubes que dirigiu na Série A: Brasiliense, Fortaleza e Ipatinga. Com cinco derrotas em cinco jogos, é o treinador com o pior aproveitamento no Brasileiro de 2009.

Veja as 17 trocas de treinadores na Série A:

3ª rodada
Nelsinho Baptista (Sport)

5ª rodada
Waldemar Lemos (Náutico)
Geninho (Atlético-PR)

6ª rodada
Muricy Ramalho (São Paulo)

7ª rodada
Vanderlei Luxemburgo (Palmeiras)

10ª rodada
Márcio Bittencourt (Náutico)
Vagner Mancini (Santos)
Carlos Alberto Parreira (Fluminense)

12ª rodada
Vinícius Eutrópio (Fluminense)

13ª rodada
Cuca (Flamengo)

14ª rodada
Sérgio Guedes (Santo André)

15ª rodada
Emerson Leão (Sport)
Waldemar Lemos (Atlético-PR)

18ª rodada
Paulo César Carpegiani (Vitória)
René Simôes (Coritiba)
Estevam Soares (Barueri)
Ney Franco (Botafogo)


Roth surpreendeu mais uma vez, levando o Atlético-MG às primeiras posições no primeiro turno
Roth surpreendeu mais uma vez, levando o Atlético-MG às primeiras posições no primeiro turno
Foto: Ney Rubens / Terra
Fonte: Terra
Publicidade