1 evento ao vivo

Em 54, Corinthians x Palmeiras fazem jogo histórico no Pacaembu

1 ago 2010
08h20
atualizado às 12h57
Diego Garcia

O ano de 1954 reverenciou o IV Centenário da cidade de São Paulo. Por esse motivo, todos queriam ganhar o Campeonato Paulista daquele ano. No dia 6 de fevereiro de 1955, Corinthians e Palmeiras entraram no Pacaembu para decidir quem seria o campeão estadual do ano anterior e também do 400º aniversário da capital paulista. Foi um dos mais importantes jogos da história do Pacaembu.

Para o Corinthians, campeão do Centenário da Independência em 1922, bastava o empate para assegurar o troféu. Ao Palmeiras, só a vitória interessava. Esse título, assim como o de 1922, valeria pelos próximos 100 anos, pois outra equipe só seria campeã de um centenário novamente no próximo século.

De azul para fugir da macumba:

Superticioso, o presidente do Palmeiras mandou o time entrar em campo trajando camisas azuis no lugar da tradicional verde para tentar a vitória.

"Dizem que isso aconteceu por orientação de um pai de santo do presidente do Palmeiras, o Pascoal Walter Byron Giuliano, que teria dado duas instruções para o dirigente: uma era de que o time tinha que entrar de azul e a outra era de que ele deveria entrar em campo com a perna engessada, mesmo não estando machucado. O presidente morreu negando essa história", afirmou Celso Unzelte, um dos principais historiadores do futebol e autor de livros como "Almanaque do Timão" e "Almanaque do Palmeiras".

Mas não teve jeito. O Palmeiras perdeu e nem o misticismo adiantou. Aos 9min, Luizinho abriu o placar para a equipe alvinegra. A partir daí, o Corinthians montou uma retranca e o goleiro Gilmar dos Santos Neves ia garantindo a vitória parcial com belas defesas.

Mesmo com o empate palmeirense, que veio aos 6min do segundo tempo com o gol de Nei, a equipe alvinegra se sagrava campeã do IV Centenário de São Paulo. Gilmar; Homero e Alan; Idário, Goiano e Roberto Belangero; Cláudio, Luizinho, Baltazar, Rafael Chiarella e Simão foram os heróis da vitória corintiana em um dos mais especiais títulos da história do clube.

"Depois disso, dizem que os rivais do Corinthians fizeram uma macumba para que o clube ficasse 100 anos sem conquistar títulos. E, de fato, não ficou 100 anos, mas acabou passando 22 anos sem vencer nada", finalizou Celso Unzelte, lembrando do maior jejum de títulos da história do clube, que se iniciaria após essa vitória sobre o Palmeiras e duraria até 1977, ano da histórica redenção corintiana.

Confira a ficha técnica do duelo:

Corinthians 1 x 1 Palmeiras
Data: 06/02/1955
Competição: Campeonato Paulista
Estádio: Pacaembu
Árbitro: Esteban Marino
Corinthians: Gilmar; Homero e Alan; Idário, Goiano e Roberto Belangero; Cláudio, Luizinho, Baltazar, Rafael Chiarella e Simão. Técnico: Oswaldo Brandão
Palmeiras: Laércio. Manoelito e Cação; Nilo, Valdemar Fiúme e Dema; Liminha, Humberto Tozzi, Ney, Jair Rosa Pinto e Rodrigues. Técnico: Aymoré Moreira

Gols: Corinthians - 1º tempo - Luizinho, aos 10min.
Palmeiras - 2º tempo Ney, aos 7min.







Novamente no Pacaembu, Corinthians tenta repetir a festa de anos atrás
Novamente no Pacaembu, Corinthians tenta repetir a festa de anos atrás
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade
publicidade