1 evento ao vivo

Em recuperação histórica, Flu empata, se salva e rebaixa Coritiba

6 dez 2009
19h10
atualizado às 23h03

Durante o Campeonato Brasileiro, os matemáticos colocaram o Fluminense com 98% de chances de cair para segunda divisão. Mas às vezes os números enganam. O time carioca deu uma arrancada histórica e, com 11 jogos seguidos sem perder, conseguiu se livrar do rebaixamento para a segunda divisão com um empate por 1 a 1 com o Coritiba. Por outro lado, o clube alviverde do Paraná, no ano de seu centenário, cai para Série B da competição nacional.

» Fotos de Coritiba x Fluminense
» Revoltada, torcida do Coritiba invade campo e agride policiais
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Comente o resultado no Couto Pereira

A equipe comandada por Cuca não perde desde o dia 4 de outubro, quando foi derrotada pelo Flamengo por 2 a 0.

O Fluminense entrou na zona do rebaixamento no dia 12 de julho, depois de perder para o Santo André por 1 a 0, em casa, na décima rodada e só saiu na penúltima rodada do Brasileiro. A partir de então amargou as quatro últimas colocações até domingo passado, chegando no Couto Pereira dependendo apenas de si para permanecer na elite nacional.

O Coritiba, por sua vez, frustra mais de 30 mil torcedores no Couto Pereira e volta à segunda divisão. O time caiu em 2005 e voltou à elite na temporada passada. Assim, os quatro rebaixados são Coritiba, Santo André, Náutico e Sport.

Em um jogo de vida ou morte para os dois times, mais nervosa que os jogadores estava a torcida presente no Couto Pereira. Logo no início da partida, torcedores do Fluminense jogaram alguns objetos no setor do clube coxa-branca. A polícia agiu rápido e apartou os torcedores usando violência.

Logo depois disso, o time tricolor conseguiu abrir o marcador. Aos 27min, em cobrança de falta, Fred só rolou para Marquinho, que soltou a bomba e saiu para comemorar com a pequena torcida do Flu. O gol revoltou a torcida do time local que, fora do estádio, tentou invadir o Couto Pereira mesmo sem ter ingressos nas mãos. O nervosismo só foi baixar com o gol de empate do Coritiba, aos 35min. Marcelinho Paraíba cobrou falta na cabeça de Pereira que igualou o marcador. Mesmo assim o gol não conseguiu manter o time na primeira divisão.

Depois do apito final da partida, dezenas de torcedores do Coritiba invadiram o campo e partiram para cima do bandeirinha e do árbitro. A polícia tentou segurar a ira da torcida e o confronto começou. Os torcedores arrancaram os bancos e arremessaram contra os policias. Um deles, inclusive, precisou ser retirado de campo pelos colegas, quase desacordado por ter levado uma pedrada.

FICHA TÉCNICA

Coritiba 1 x 1 Fluminense

Gols
Coritiba: Pereira, aos 35min do 1º tempo
Fluminense: Marquinho, aos 27min do 1º tempo

Lances bizarros
Hino nacional foi executado sem o Flu em campo

Ponto Forte do Coritiba
Não houve

Ponto Forte do Fluminense
Mesmo cansado, time soube administrar o resultado, sem correr grandes riscos. Boa postura defensiva

Ponto Fraco do Coritiba
Sentiu muito o gol do Flu e os gols do Botafogo no Palmeiras. Time pecou na condição emocional

Ponto Fraco do Fluminense
Muito pouca força ofensiva

Destaque positivo do jogo
Com a vitória parcial do Botafogo, o jogo ganhou em dramaticidade e tornou-se um confronto direto contra o rebaixamento

Destaque negativo do jogo
- Pancadaria proporcionada pela torcida do Coritiba após a partida- Flu demorou para entrar em campo no início do jogo e para o segundo tempoEsquema Tático Coritiba
4-4-2
Vanderlei; Rodrigo Heffner (Márcio Gabriel), Pereira, Jéci e Renatinho; Jaílton, Leandro Donizete, Pedro Ken (Carlinhos Paraíba) e Marcelinho Paraíba; Marcos Aurélio e Ariel (Rômulo); Técnico: Ney Franco

Esquema Tático Fluminense
3-5-2
Rafael; Gum, Cássio e Dalton; Mariano, Marquinho (Dieguinho), Diogo, Maurício e Conca; Alan (Adeílson) (González) e Fred; Técnico: Cuca

Cartões Amarelos
Coritiba: Jaílton, Leandro Donizete e Marcelinho Paraíba
Fluminense: Rafael, Dalton, Marquinho, González

Árbitro
Leandro Pedro Vuaden (RS)

Local
Estádio Couto Pereiro, em Curitiba (PR)















Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade