0

Filme "Bahêa Minha Vida" estreia em Salvador

29 set 2011
11h45

Lindomar Assis
Direto de Salvador

Após três anos de produção, o filme "Bahêa Minha Vida", esperado por milhares de torcedores do clube tricolor e amantes do futebol, entra em cartaz na próxima sexta-feira, nos cinemas de Salvador. Em 90 minutos de duração, a película retrata a história do Esporte Clube Bahia, além da paixão de torcedores pela equipe de maior torcida do Estado.

Dirigido pelo cineasta Márcio Cavalcante, o filme traz depoimentos de apaixonados tricolores, jornalistas, cantores, como Cláudia Leite, especialistas e profissionais que já trabalharam no Bahia, além de imagens de jogos - exemplo da partida entre Bahia e Santos, em 1931, quando o clube venceu por 3 a 2 e se consagrou como o primeiro Campeão Brasileiro.

Os 80 anos de história do time é mostrado também por meio de depoimentos de jogadores, como Daniel Alves e Rubem Bahia. Rubem, hoje com 100 anos, é o jogador vivo mais antigo do clube.

Em três anos de produção, o filme procura ainda entender o amor do torcedor que sempre compareceu no estádio, independente de qual campeonato o time participe ou em qual divisão esteja. Em 2007, por exemplo, na Série C do Campeonato Brasileiro, o clube teve a maior média de público do ano. Mesmo na terceira divisão, o Bahia teve média de 40,4 mil torcedores por jogo na antiga Fonte Nova.

Pré-estreia

Antes do público ter o prazer de assistir ao filme, jogadores e comissão técnica do Bahia tiveram a honra de participar da pré-estreia em um cinema da capital baiana.

Entre os presentes não poderia faltar o técnico Joel Santana que, inclusive, faz parte do longa-metragem que traz a emoção do título do Campeonato Baiano de 1994. Naquele ano, Raudinei fez o gol aos 43 minutos do segundo tempo no arquirrival Vitória e deu o bi-campeonato ao clube baiano.

Junto com os cerca de 100 mil torcedores, maior público na história da antiga Fonte Nova, Joel Santana viveu uma das maiores emoções em sua carreira. "O filme é lindo demais. Maravilhoso, arrepia qualquer um. O Bahia é isso. É emoção, lágrimas, alegrias, triunfo. Tudo isso é o Bahia", pontuou Joel, emocionado.

Não poderia ser diferente o sentimento do presidente Marcelo Guimarães Filho. "Quem realmente for tricolor ou tiver, pelo menos, uma simples simpatia pelo Bahia, não tem como não se emocionar. Todo torcedor tem a obrigação de assistir ao filme", solicitou Marcelo Guimarães.

Mas a emoção não fica por conta apenas de quem faz parte da história do clube, há muito tempo. Os mais novos também se surpreendem, como o zagueiro Titi, no Esquadrão há oito meses. "Fiquei muito emocionado! Cada vez que conheço mais a história do Bahia respeito mais esse time. O filme retrata a grandeza do clube", enalteceu.

Após assistir ao filme, Joel Santana se disse emocionado
Após assistir ao filme, Joel Santana se disse emocionado
Foto: Agência Lance
Fonte: Lindomar Assis Oliveira - Especial para o Terra Lindomar Assis Oliveira - Especial para o Terra

compartilhe

publicidade
publicidade