0

Giovanni recusa jogo de despedida e não volta mais ao Santos

9 jun 2010
18h19

Samir Carvalho
Direto de Santos

Apesar do presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro ter recusado assinar a rescisão contratual do meia Giovanni, o torcedor santista não verá mais o ídolo da década de 90 vestir a camisa do Santos. Isso porque, o contrato continuará em vigência, mas o meia não comparecerá mais ao clube da Baixada Santista para os treinos e muito menos para os jogos.

O atleta, que demonstrou estar chateado, também negou que tenha programado um jogo de despedida com a camisa do Santos. Giovanni declarou que não tinha a intenção de realizar um evento apenas para ele e, sim, pretendia fazer sua última partida pelo time em uma partida oficial, válida pelo Campeonato Brasileiro deste ano.

"Dificilmente vou querer uma partida de despedida. Esperava que isso acontecesse no Brasileiro. Fui assinar a rescisão, mas o presidente disse que não queria ter esse prazer de rescindir meu contrato. Ele vai deixar rolar até o dia 4 de agosto, quando vence o contrato. Eu vou embora agora esse mês, mas não vou voltar. Para mim é a mesma coisa (que rescindir), já que não volto mais ao clube", afirmou Giovanni.

Desta forma, o contrato de Giovanni ficará em vigência até o dia 4 de agosto, data da final da Copa do Brasil, que será disputada entre Santos e Vitoria, da Bahia. No entanto, o jogador viaja para Belém no próximo dia 15 e não comparecerá mais ao clube. O meia dificilmente aceitará uma partida de despedida.

Depois de ter aconselhado Giovanni a não assinar a rescisão contratual, o Santos espera convencer o jogador a realizar uma partida de despedida pelo time da Vila Belmiro. O gerente de futebol do clube, Paulo Jamelli já declarou que a intenção é programar algum amistoso durante o recesso da Copa do Mundo para realizar o evento.

Ídolo dos anos 90, Giovanni jogou algumas partidas em 2010 ao lado de Neymar, André e Paulo Henrique Ganso
Ídolo dos anos 90, Giovanni jogou algumas partidas em 2010 ao lado de Neymar, André e Paulo Henrique Ganso
Foto: Marcelo Ferrelli / Gazeta Press
Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade
publicidade